terça-feira, 20 de junho de 2017

O mestre do tai Chi derrotado. Bruce Lee ataca outra vez e o Kung Fu em discussão. Quanta balela! The Tai Chi master defeated. Bruce Lee's real fight and Kung Fu in focus; So many bulshits!

Nas ultimas semanas muita gente ficou me espezinhando a paciência para comentar, seja em vídeo seja aqui no blog sobre os assuntos de artes marciais que tem abalado a internet do ultimo mês para cá, especificamente o caso do desafio do lutador de mma que derrotou o mestre de tai chi e os vídeos recuperados do que seria o único vídeo de luta real de Bruce Lee...Como estou em preparação para voltar a escola e reencontrar SiFu e meus irmãos de kung fu, eu tô realmente pouco me lixando para esses assuntos. Que acredito, são pura perda de tempo, por isso eu recusei ao máximo ter de comentar com quem quer que fosse ambos os casos por esse e inúmeros motivos e  porque convenhamos; È importante mesmo?


Mas da ultima semana pra cá, um monte de gente ficou enchendo meu saco para que eu comentasse os casos e já que o blog é lido por um público fidelizado, vou tentar resumir ao máximo minhas opiniões á respeito dos assuntos.

Por isso mesmo, se liguem; Tudo aqui postado é minha opinião pessoal baseada nos fatos que cercaram os acontecimentos. Não estou falando á esmo. Discordar ou não é problema seu. Então vamos logo pro que realmente interessa;


In the last few weeks a lot of people have been trampling on my patience to comment, either on video or here on the blog about martial arts topics that have shaken the internet last month, specifically the mma fighter challenge case that defeated the master of Tai chi and the videos recovered from what would be the only real fighting video of Bruce Lee ...Since I'm in preparation to go back to school and meet SiFu and my kung fu brothers, I really do not care enough about these matters. That I believe, they are a waste of time, so I refused as much as I had to comment with whoever was both cases for this and many reasons and because we agree; Is it really important?But from last week to here, a lot of people were filling my bag for me to comment on the cases and since the blog is read by a loyal public, I will try to summarize as much as possible my opinions about the issues.For this reason, connect; Everything posted here is my personal opinion based on the facts surrounding the events. I'm not talking at random. Disagreeing or not is your problem. So let's get down to what really matters;


A luta real de Bruce Lee; Verdade, mito ou o quê? Ele realmente foi um lutador ou um embuste?


Bruce Lee's real fight; True, myth or what? Was he really a fighter or a scam?


Resultado de imagem para bruce lee real fight


Em 1964 Bruce Lee fez seu début em grande escala ao apresentar-se no famoso torneio de karatê de Ed Parker, um famoso faixa preta americano em Long beach, Califórnia. Bruce já era bastante conhecido no meio marcial americano e sua demonstração espantou á todos por sua velocidade, força e poder incomuns ( para a época e para o público).
Não é de hoje que o vídeo completo dessa demonstração está na internet, apesar da baixa qualidade. No entanto, recentemente foram recuperadas um trecho onde Bruce e Ted Wong aparecem equipados com protetores, capacetes e luvas fazendo um combate, ou um sparing ou algo assim, como parte do que era a demonstração de Bruce. Não há nenhuma outra novidade, além do fato do vídeo ter sido recuperado; São as mesmas imagens de 1964 sem nenhum outro adicional.


In 1964 Bruce Lee made his début on a grand scale by performing at Ed Parker's famous karate tournament, a famous American black belt in Long Beach, California. Bruce was already well known in the American martial, and his demonstration shocked them all by their unusual speed, strength and power (for the time and for the public).
It is not today that the full video of this demonstration is on the internet, despite the low quality. However, a stretch was recently recovered where Bruce and Ted Wong appear equipped with guards, helmets and gloves making a fight, or a sparing or something, as part of what Bruce's demonstration was. There is no other news besides the fact that the video has been recovered; They are the same images of 1964 without any other additional.



Primeiro de tudo; Bruce Lee foi um real praticante de artes marciais, sendo um estudante formal de Yip Man. Isto por sí só, já afasta qualquer  possibilidade de ele ter sido um ''falastrão que não lutava nada'' ou uma ''enganação'', como alguns detratores costumam afirmar. No entanto o seu foco não eram as artes marciais de todo, mas sim o cinema! Lee era tanto ator quanto lutador e se dividia em ambas as tarefas.Tanto é que ele nunca se autoproclamou introdutor de qualquer estilo de artes marciais, tendo criado seu método baseado unicamente em suas experiências pessoais de luta, ao passo em que tentava a todo custo sua carreira de ator. Alguns o achavam bom lutador e ator, outros o acham terrível lutador e pior ator ainda, mas na verdade,  isso não importa.


Em segundo lugar; Pra quê tanto bafafá em cima desses vídeos? Todo mundo já sabe o quanto Bruce Lee foi e continua sendo importante para as artes marciais de maneira geral. Esqueça o endeusamento que a mídia americana faz com estardalhaço com seu nome; Efetivamente, Lee foi importante para aperfeiçoar métodos de treinamento, estudos marciais, etc, etc...Seu Jeet kune Do hoje é um dos nomes mais respeitados no meio marcial - Quando levado á sério! Obviamente, tudo o que cerca seu nome é extremamente exagerado e isso faz com que muitos duvidem de suas habilidades...Algo que jamais saberemos, já que ele está morto agora.


De resto, o grande trabalho de recuperação deste vídeo é algo que vale a menção e deve ser parabenizado. Fora isso, nada demais.


First of all; Bruce Lee was a real martial arts practitioner, being a formal student of Yip Man. This by itself, already removes any possibility of him being a "phonologist who did not fight anything" or a "deception", as Some detractors say. However his focus was not the martial arts at all, but the cinema! Lee was both an actor and a fighter and was divided into both tasks. He never proclaimed himself the initiator of any style of martial arts, having created his method based solely on his personal experiences of struggle, while attempting at all costs His acting career. Some considered him a good fighter and actor, others find him a terrible fighter and worse actor yet, but in fact, it does not matter.In second place; What's so funny about these videos? Everyone already knows how much Bruce Lee was and remains important to the martial arts in general. Forget the demeanor that the American media makes a fuss over your name; Effectively, Lee was instrumental in perfecting training methods, martial studies, etc, etc ... His Jeet kune Do today is one of the most respected names in the martial - When taken seriously! Obviously, everything that surrounds his name is extremely exaggerated and this causes many to doubt his abilities ... Something that we will never know, since he is dead now.Incidentally, the great work of recovering this video is something that is worth mentioning and should be congratulated. Other than that, nothing much


O desafiante de MMA e a coça que o cara do Tai Chi levou; O kung fu em xeque!
The MMA challenger and the beating the Tai Chi guy took; The kung fu in Check!
Resultado de imagem para mma vs tai chi


Esse pra mim é o assunto mais besta da história! Sinceramente é um tanto ridículo ter de discorrer sobre esse tema por alguns motivos e eu explico dando um exemplo;
Pra quem não sabe, existe um torneio atual em que sujeitos entram em um ringue com armaduras inglesas, elmo e tudo o mais, espada e escudo e estes caras vão lutar entre sí com regras, números de rounds e tempo cronometrado. Obviamente é tudo entretenimento, mas os golpes são reais. eu não sei exatamente em que país isto ocorre mas um de meus Si Hings que vive na Europa de vez enquando me manda alguns vídeos desse torneio e eu acho sensacional!
Agora imagine que um desses caras desafia um especialista em facas sicilianas. O especialista em facas não usa armaduras, não usa escudos ou espadas longas, apenas facas, que em geral são curtas e atendem á uma determinada especificação e são trabalhadas em situações totalmente diferentes das situações de um combate medieval. Parece absurdo não é?


This to me is the most stupid subject in history! Honestly it is a little ridiculous to have to talk about this topic for a few reasons and I explain by giving an example;
For those who do not know, there is a current tournament where guys enter a ring with English armor, helmet and everything else, sword and shield and these guys will fight each other with rules, round numbers and timed time. Obviously it's all entertainment, but the scams are real. I do not know exactly in what country this occurs but one of my Si Hings that lives in Europe from time to time sends me some videos of this tournament and I think it's sensational!
Now imagine that one of these guys challenges a specialist in Sicilian knives. The knife specialist does not wear armor, does not use long shields or swords, only knives, which are usually short and meet a certain specification and are worked in situations totally different from the situations of medieval combat. It seems absurd, does not it?



A mesma coisa aconteceu neste caso do cara do Tai Chi contra o lutador de MMA. Não vou nem mencionar a questão do envolvimento de grana, entretenimento e o escambau á quatro envolvidos. Vou tratar especificamente do porque isto daria errado em qualquer lugar do mundo.
Primeiro; Se você não entende pra que a sua arte marcial serve, não adianta tentar dizer que ela é a superior e derrota a todos. Um dia você irá se deparar com alguém melhor que irá te nocautear e fazer você calar a sua boca! Tai Chi, Chi Gong, ou qualquer outro estilo de kung fu existem por motivos específicos e treinam para situações hipoteticamente específicas, baseadas em expressões culturais e influenciadas por costumes de época, região e tempo. Nenhuma arte marcial é capaz de resolver tudo em situações de combate irrestrito ou em ambientes não-controlados. Que dirá se ela tiver de ser adaptada para situações de combate controlado e com regras que atendem a determinadas especificações.... Entendem o que eu digo? O lutador de MMA, por mais experiência que tivesse, caso tivesse de praticar Tai Chi, seria um iniciante desengonçado e sem boa coordenação, por mais que tenha anos de treinamento, seu corpo não está treinado para aquilo. De maneira igual, o mestre de Tai Chi que provavelmente nunca lutou neste tipo de ambiente ( e talvez em qualquer outro, vá saber...) pareceu um saco de pancadas porque o ambiente a qual ele se propôs a se testar não era o seu. E a tendência é que isso se repita com quem quer que seja; Sejam lutadores de Tai Chi, Wing Chun, Muay Thay...o que for; Se não fizer um treino adaptado e uma preparação voltada para este ambiente, você pode ser um Jedi...você provavelmente irá se dar mal.


The same thing happened in this case of the Tai Chi guy versus the MMA fighter. I will not even mention the question of the involvement of money, entertainment, and all the bulshit involved. I will specifically address why this would go amiss anywhere in the world.First; If you do not understand what your martial arts do, it's no use trying to say that she's the superior and defeats everyone. One day you will come across someone better who will knock you out and make you shut your mouth! Tai Chi, Chi Gong, or any other style of kung fu exist for specific reasons and train for hypothetically specific situations, based on cultural expressions and influenced by customs of time, region and time. No martial art is capable of solving everything in unrestricted combat situations or in uncontrolled environments. That will tell you if it has to be adapted for controlled combat situations and rules that meet certain specifications ....Do you understand what I say? The MMA fighter, no matter how much experience he had, if he had to practice Tai Chi, would be a beginner ungainly and without good coordination, however much he has years of training, his body is not trained for that. Likewise, the Tai Chi master who probably never fought in this kind of environment (and perhaps in any other, you know ...) seemed like a punching bag because the environment he set out to test himself was not his . And the tendency is for this to be repeated with whoever it is; Be fighters of Tai Chi, Wing Chun, Muay Thay ... whatever; If you do not do an adapted training and preparation for this environment, you may be a Jedi ... you will probably get sick.


Por isso, não há motivos para que as pessoas fiquem questionando se kung fu presta ou não. Metade do estardalhaço disso é feito por pseudos celebridades midiáticas e alguns youtubers que sequer treinam ou que estão ai somente pra falar besteira e ver o circo pegar fogo. Totalmente desnecessário.


Para esses casos, recomendo a leitura do tão citado livro A arte da Guerra de Sun Tzu....E se você é um praticante sério de alguma arte marcial tradicional chinesa, continue fazendo o seu trabalho e não dê ouvidos á essas bobagens!




Therefore, there is no reason for people to be questioning whether or not kung fu does. Half the fuss of this is made by pseudo media celebrities and some youtubers who do not even train or who are there just to talk bullshit and watch the circus catch fire. Totally unnecessary. For these cases, I recommend reading the much quoted book The Art of War by Sun Tzu .... And if you are a serious practitioner of some traditional Chinese martial art, keep doing your job and do not listen to such nonsense!


Bem é isso, votaremos na próxima semana!

Well that's it, we'll vote next week!






    











Dido
Discípulo particular do SiFu Marcos de Abreu em Recife-PE-Brasil


Dido
Private disciple of SiFu Marcos de Abreu in Recife-PE-Brazil














sexta-feira, 2 de junho de 2017

Especial um ano de Sigung Li Hon Ki; Especial one year of Sigung Li Hon Ki

Hoje, dia 02 completa-se o primeiro ano de falecimento de meu Sigung ( Mestre do meu mestre) Li Hon Ki. Sigung Li Hon Ki foi o introdutor oficial dos estilos Wing Chun e Hung Gar em toda a américa latina e seus discípulos são inúmeros!
O Blog do Dido não poderia deixar passar essa data e memora este que é sem dúvidas, um ícone das artes marciais no Brasil e em toda a América latina!


Que seu espírito descanse em paz!


Today, June 2, the first year of my Sigung's death (Master of my master) Li Hon Ki is completed. Sigung Li Hon Ki was the official introducer of Wing Chun and Hung Kune styles throughout Latin America and his disciples are countless!

The Dido Blog is not about to pass this information on and it is undoubtedly an icon of martial arts, not Brazil and all Latin America!

May your spirit rest in Peace!

Resultado de imagem para li hon ki wing chun



quinta-feira, 11 de maio de 2017

Os segredos do Chi Sau, parte um ( ? ) - The secrets of Chi Sau - part one ( ? )

Um dos exercícios mais subestimados, estigmatizados e por vezes ridicularizados por não-praticantes do sistema Wing Chun e leigos ( leigos no sentido de desconhecer essa especificidade) é o tão famoso Chi Sau.
Sim, talvez esse seja um dos aspectos mais incompreendidos do sistema Wing Chun e não raro, praticantes de Wing Chun tem ideias erradas sobre este exercício, sua finalidade e como podemos extrair lições para a luta ao praticá-lo.  Aqui mesmo no blog, já foram inúmeras matérias sobre o tema e vez por outra, recebemos e-mails, mensagens e até sinais de fumaça de índios astecas falando , querendo saber mais sobre o assunto. Sendo assim, vamos tentar elucidar aqui para o amigo leitor, quais os pontos principais sobre este exercício.
Pra isso, peço a compreensão de que tudo o que escrevo aqui passa pelo filtro do meu próprio entendimento do que venho estudando com meu SiFu e de minha própria experiência. Como sempre, pretendo abranger o máximo de tópicos relacionados mesmo sabendo que o assunto poderia render um livro inteiro e muitos praticantes e Mestres de Wing Chun possuem entendimentos distintos sobre o tema, podendo discordar do que exponho aqui ou não...  Sendo assim, vamos lá...

One of the most underestimated exercises, stigmatized and sometimes ridiculed by non-practitioners of the Wing Chun system and laymen (laymen in the sense of not knowing this specificity) is the notorious Chi Sau.
Yes, perhaps this is one of the most misunderstood aspects of the Wing Chun system and not infrequently, Wing Chun practitioners have misconceptions about this exercise, its purpose, and how we can draw lessons for the fight by practicing it. Right here on the blog, there have been countless stories on the subject and every now and then, we receive emails, messages and even smoke signals from Aztec Indians talking, wanting about it. So, let's try to elucidate here for the reader friend, what are the main points about this exercise.
For this, I ask for the understanding that everything I write here goes through the filter of my own understanding of what I have been studying with my SiFu and my own experience. As always, I intend to cover the maximum of related topics even though I know that the subject could yield an entire book and many Wing Chun Masters and practitioners have different understandings about the subject, and may disagree with what I have here or not ... So, let's go over there...


O que raios é Chi Sau??
What the hell is Chi Sau ??

Chi Sau, em tradução aproximada, significa ''Energia pelas mãos'', ou mais adequadamente traduzido como ''Mãos aderentes'', ''mãos pegajosas'', etc...etc...Você vai encontrar diferentes transliterações e traduções sobre este termo, a depender da linhagem, da preferencia do professor e do dialeto (apesar disso, o trabalho não envolve somente as mãos, mas é importantíssimo o trabalho de cotovelos estando em posições adequadas, o entendimento das articulações dos braços e de onde tirar a energia necessária para a boa execução do exercício dentre inúmeros outros detalhes) . Convencionou-se que por Bruce Lee ter tornado famoso este estilo, este exercício ficou conhecido como ''Sticking hands'', ou ainda ''trapping hands'' e é um exercício que não encontra similares em outros estilos de kung fu. Talvez o mais aproximado seja o Tui Shou do Tai Chi Chuan. Mas de fato, não podemos fazer comparações técnicas de um com o outro pois apesar de serem esteticamente similares, as ideias por trás de cada um destes exercícios são completamente diferentes.
Chi Sau ( Ou Chi Sao) é sempre executado á dois, de maneira que é uma forma de treinamento que é vista ainda no primeiro nível do sistema Wing Chun  ( Siu Nim Tau) em sua forma mais simples e mais importante, chamada ''Dan ( ou Tang) Chi Sau'', também conhecido como ''Single Hands Chi Sau'', que é o mesmo exercício executado com apenas uma das mãos. È importantíssimo a premissa de estar em contato com o oponente para que seja, através disso, que se possa desenvolver os atributos principais a qual este exercício pretende. Por isso, treinar Chi Sau 'sozinho', ou com equipamentos que visem substituir um parceiro de treino - Quantos já não foram os praticantes que tentaram inovar o estilo tentando criar aparelhos ou mesmo bonecos de madeira com articulações que visem 'imitar' os posicionamentos do Chi Sau? - é perda de tempo! Nenhum equipamento te trará o senso de atenção tão necessária para a prática do Chi Sau.
Quando um praticante vai iniciar este exercício, ele já terá visto toda a primeira forma ( Siu Nim Tau) e entendido seus elementos técnicos com ênfase na primeira parte da forma. Os elementos mais importantes aqui serão Tan Sau, Bong Sau, Fuk Sau, Wu Sau, Ding Jeang, Yat Ji Jung Choy e Hieung Sau. È comum apenas que se mencione que as três mãos mais importantes para o domínio deste exercício sejam Tan, Bong e Fuk, mas de fato, as outras ''mãos'' mencionadas acima também exercem um papel importante para o desenvolvimento deste exercício.

Chi Sau, meaning "Energy by the hands", or more accurately translated as "Sticky hands", "sticky hands", etc ... etc ... You will find different transliterations and translations On this term, depending on the lineage, the preference of the teacher and the dialect ( in fact, all the workout of chi sau is focused on the ricght positions of the elbows,the understanding or all articulations of the arms and how to generate power using the horse ; of course its innumerable details to do a good chi sau exercise) . It was convened by Bruce Lee to have made this style famous, this exercise was known as '' Sticking hands '' or '' trapping hands '' and is an exercise that finds no similar in other styles of kung fu. Perhaps the closest is the Tui Shou of Tai Chi Chuan. But in fact, we can not make technical comparisons of each other because although they are aesthetically similar, the ideas behind each of these exercises are completely different.
Chi Sau is always executed in two, so that it is a form of training that is still seen on the first level of the Wing Chun system (Siu Nim Tau) in its simplest and most important form, called '' Dan (Or Tang) Chi Sau '', also known as '' Single Hands Chi Sau '', which is the same exercise performed with just one hand. It is very important the premise of being in contact with the opponent so that it is through this that one can develop the main attributes to which this exercise intends. So, training Chi Sau 'alone', or with equipment that aims to replace a training partner - How many were no longer the practitioners who tried to innovate the style trying to create devices or even wooden dolls with joints that aim to 'imitate' Chi Sau? - It's a waste of time! No equipment will bring you the sense of attention that is so necessary for Chi Sau practice.
When a practitioner will begin this exercise, he will already have seen the entire first form (Siu Nim Tau) and understood his technical elements with emphasis on the first part of the form. The most important elements here will be Tan Sau, Sau Bong, Fuk Sau, Wu Sau, Ding Jeang, Yat Ji Jung Choy and Hieung Sau. It is only common to mention that the three most important hands for the mastery of this exercise are Tan, Bong and Fuk, but in fact the other "hands" mentioned above also play an important role in the development of this exercise.

( Meu SiDai Pedro e eu, na sede da Brazilian Wing Chun Academy. Neste treino, ocorrido por volta das 6:30 da manhã, eu passo para ele o conteúdo de Dan -Tang - Chi Sau)
(My SiDai Pedro and I, at the headquarters of the Brazilian Wing Chun Academy.) In this training, which took place around 6:30 in the morning, I give him the contents of Dan -Tang-Chi Sau)


A medida em que o praticante vai maturando sua técnica, ele é introduzido ao que chamamos de ''double hands Chi Sau'' , ou em termos cantoneses '' Seong Chi Sau'', que nada mais é do que o exercício de Chi Sau com as duas mãos. Muito embora faça parte do currículo de muitas escolas de wing chun apenas a forma mais simples de Dan Chi Sau ( com uma única resposta para um único tipo de ataque e contra-movimento) e então, já introduzirem seus estudantes nos exercícios com duas mãos, outras escolas possuem variações técnicas para cada tipo de defesa e ataque que enfatizam seus princípios com variações e exemplos técnicos ainda no exercício mais simples.
 Da mesma maneira, as diferentes famílias de Wing Chun possuem trabalhos voltados para desdobramentos técnicos muitas vezes ordenados, muitas vezes mais livres, ou trabalhos adicionais como Chi Geurk,ou Lei Dei Chi Sau ( Chi Sau sentado) que não é o caso de mencionarmos no momento.
À essa altura, o praticante já entende conceitos como ''Oi Moon'', ''Noi Moon'' ( porta de dentro e porta de fora) entende a importância das cunhas triangulares, o que é ponte longa e o que é ponte curta, etc etc....Sempre tendo em mente as finalidades principais deste exercício.Mas não se engane; O Tang Chi Sau é tão ou mais importante que o Chi Sau com as duas mãos até! Visto que sem entender o mais simples, o mais complexo simplesmente não acontece!

As the practitioner matures his technique, he is introduced to what we call the "double hands Chi Sau," or in Cantonese terms "Seong Chi Sau," which is nothing more than the Chi Sau exercise With both hands. Even though many of the curriculum of many wing chun schools are just the simplest form of Dan Chi Sau (with a single response to a single type of attack and counter-movement), and then already introducing their students to two-handed exercises, Other schools have technical variations for each type of defense and attack that emphasize their principles with variations and technical examples still in the simplest exercise.
 In the same way, the different Wing Chun families have jobs that are often ordered, often freer, or additional works such as Chi Geurk, or Lei Dei Chi Sau (Chi Sau seated), which is not the case for mentioning in the time.
At this point, the practitioner already understands concepts such as '' Oi Moon '', '' Noi Moon '' (inside door and outside door) understands the importance of triangular wedges, which is long bridge and what is short bridge , Etc etc .... Always keeping in mind the main purposes of this exercise.But make no mistake; The Tang Chi Sau is as or more important than the Chi Sau with both hands up! Since without understanding the simplest, the most complex simply does not happen!


E por acaso quais suas principais finalidades e pra quê treinar isso?
And by any chance what are your main purposes and why train it?


Chi Sau não ensina ninguém a lutar! Este é o ponto!! Encare o Chi Sau com a visão de ser um microcosmo dentro de um macrocosmo; Macrocosmo esse que nada mais é do que a luta em sí. Com isso eu quero dizer que este exercício é apenas uma parte de um todo ainda maior. No entanto, é cada vez mais comum vermos vídeos de pessoas praticando Chi Sau trocando bofetadas de tudo quanto é jeito sem a mínima noção do que está sendo feito! Desta maneira, um exercício que já não é bem compreendido torna-se inútil! Não vou nem mencionar os vídeos que por vezes são duramente criticados por não-praticantes de wing chun como sendo pura ''briga de gatos''. O que tem razão de ser visto por este ângulo, já que os ditos ''mestres'' de wing chun só fazem trocar braços, toques e golpes sem finalidade alguma.
Na realidade, metade desses caras não sabem nem pra quê estão treinando dessa forma...Utilizando alguns padrões comportamentais, podemos dizer se alguém tem um bom Chi Sau ou não ( por exemplo; Se um cara tenta usar Ding Geurk ( chute frontal) durante o Luk Sau para acertar o peito do parceiro de treino, já posso afirmar que esse cara não tenha um bom Chi Sau, já que qualquer expert em Chi Sau sabe que basta um passo para frente e o cara perde o equilíbrio sem sequer se dar ao trabalho de defender ) e ainda assim, não poderemos afirmar se esta pessoa é realmente bom de luta...O que dá espaço para as pessoas que não entendem sua finalidade, criticar abertamente o estilo.

Chi Sau teaches no one to fight! This is the point !! Face Chi Sau with the vision of being a microcosm within a macrocosm; This macrocosm is nothing more than the struggle itself. By this I mean that this exercise is only part of an even larger whole. However, it is increasingly common to see videos of people practicing Chi Sau swapping slaps of everything that is without the least notion of what is being done! In this way, an exercise that is no longer well understood becomes useless! I will not even mention the videos that are sometimes harshly criticized by non-wing-chun practitioners as being pure '' cat fights ''. Which is right to be seen from this angle, since the so-called "masters" of wing chun only make change arms, touches and blows without purpose.
In fact, half of these guys do not even know what they're training for ... Using some behavioral patterns, we can tell if someone has a good Chi Sau or not (for example, if a guy tries to use Ding Geurk The Luk Sau to hit the chest of the training partner, I can say that this guy does not have a good Chi Sau, since any expert in Chi Sau knows that a step forward is enough and the guy loses his balance without even giving himself up. Work to defend) and yet, we can not say whether this person is really good at fighting ... What gives space to people who do not understand their purpose, openly criticize the style.


   (Gabi e eu, minha aluna mais técnica, praticando o ''Double Hands Chi Sau'' na Eden - Escola de danças e exercícios naturais, headquarters da Brazilian Wing Chun Academy - núcleo Recife)
(Gabi and I, my more technical student, practicing the '' Double Hands Chi Sau '' at Eden - School of dance and natural exercises, headquarters of the Brazilian Wing Chun Academy - Recife core)
Sim, Chi Sau ajuda em muito o praticante de Wing Chun a desenvolver certas habilidades psicomotoras, coordenação, bons reflexos, tempo de reação, etc, etc...Mas veja bem; Outros estilos de artes marciais também treinam essas mesmas habilidades sem ter o Chi Sau como parte de seus métodos. Então, porque ele é importante pro sistema Wing Chun?
A resposta talvez seja a sua premissa básica; Chi Sau não ensina ninguém a lutar, nem se luta utilizando Chi Sau ( Imagine a cena ridícula; Um praticante de Boxe chega numa academia de Wing Chun e desafia o instrutor; O instrutor chama o lutador de boxe para uma partida de Chi Sau...Como o boxeador poderia fazer isso se ele não conhece Chi Sau???)  mas ensina por meio de um ''jogo'' de troca de posições através do uso dos elementos contidos nas suas formas a estratégia de cobrir espaços, reagindo e agindo sem ter de pensar, ressaltando, mais uma vez, a utilização de seus elementos técnicos, sejam simples ou combinados, o que caracteriza sua função técnica dentro do sistema. Por isso que o Chi Sau é importante no Wing Chun e essa é sua premissa principal! Chi Sau ensina a antecipar o movimento do oponente e a cobrir espaços sem pensar nisso dentro de um formato onde os elementos técnicos contidos nas formas vão criar a sua lógica de movimentação. Desta maneira, ''marcar pontos'' tocando o peito do parceiro de treino não significa muito neste exercício. Você só irá se atinar em cobrir certos espaços e ter um bom critério em termos de posicionamento quando se sentir realmente ameaçado!
SiFu me contou por algumas vezes que SiGung Li Hon Ki tinha uma anedota bem peculiar quando se deparava com praticantes de Wing Chun que não acertavam os golpes e apenas ''marcavam toques''; Ele interrompia a prática e pedia para o parceiro ''massagear'' o lado oposto, já que seus goles não lhe causavam dano nenhum. No entanto, logo depois advertia; - ''Chi Sau você bate pra valer ou não bate!''
Cobrir espaços agindo antes que o oponente perceba a falha técnica, sem ter de pensar nisso enquanto se age apropriadamente é um principio chave neste exercício. Sem entender isso, é praticamente inútil treinar o Chi Sau. Sendo assim, vamos tentar entender esse ponto chave...

Yes, Chi Sau greatly helps the Wing Chun practitioner to develop certain psychomotor skills, coordination, good reflexes, reaction time, etc, etc ... But you see; Other martial arts styles also train these same skills without having Chi Sau as part of their methods. So why is he important to the Wing Chun system?
The answer may be its basic premise; Chi Sau teaches no one to fight, nor does he fight using Chi Sau (Imagine the ridiculous scene; a boxing practitioner arrives at a Wing Chun gym and challenges the instructor; the instructor calls the boxing fighter for a game of Chi Sau .. How can the boxer do this if he does not know Chi Sau ???) but teaches by means of a 'game' of exchange of positions through the use of the elements contained in his forms the strategy of covering spaces, reacting and acting Without having to think, emphasizing, once again, the use of its technical elements, whether simple or combined, which characterizes its technical function within the system. That's why Chi Sau is important in Wing Chun and this is his main premise! Chi Sau teaches you to anticipate the opponent's movement and to cover spaces without thinking about it within a format where the technical elements contained in the forms will create their logic of movement. In this way, '' scoring points '' by touching the chest of the training partner does not mean much in this exercise. You will only be able to cover certain spaces and have a good positioning criterion when you feel really threatened!
SiFu told me a few times that SiGung Li Hon Ki had a very peculiar anecdote when he came across Wing Chun practitioners who did not hit the punches and only "touched"; He interrupted the practice and asked the partner to 'massage' the opposite side, since his goals did not cause him any damage. However, he soon warned; - '' Chi Sau you hit hard or you do not hit! ''
Covering acting spaces before the opponent notices technical failure without having to think about it while acting appropriately is a key principle in this exercise. Without understanding this, it is practically useless to train Chi Sau. So let's try to understand this key point ...


Cobrir X Bloquear golpes ( outra vez!)
Cover X Blocking(again!)

Cobrir espaços já foi discutido aqui neste blog várias vezes. Por isso, vamos focar em tentar explanar sobre como Cobrir apropriadamente e explicar que tipo de reação e de qual maneira iremos ''cobrir'' espaços ( leia-se; aberturas ocasionais ocorridas devido á inúmeros fatores como falhas de posicionamento, equívocos técnicos, por onde o parceiro de treino irá lançar seu golpes) dentro do Chi Sau. Mas colocando de forma bastante grosseira e resumida; bloquear significa ver e reagir, o que resulta estar um passo atrás do oponente,enquanto para que você possa estar um passo á frente do seu oponente você precisa agir e antecipar,isto é cobrir.
Imagine a seguinte situação; Quando você está na rua e alguém grita seu nome, você para e pensa; ''Será que esse é meu nome mesmo?'', ''Ele chamou meu nome corretamente?'', ''Será que meu nome é meu nome?'' ou você simplesmente se vira procurando por quem o chamou automaticamente? Ou quando você está numa roda de amigos e algum fumante distraído deixa seu cigarro sem querer perto do seu braço, você simplesmente tira o braço pra longe da ponta fumegante do cigarro ou para e observa se o cigarro do seu amigo está na mão esquerda ou direita, se você está muito perto ou muito longe, se ele percebeu ou não...etc...etc...?
A verdade é que quando alguém te chama, você se vira mesmo antes de pensar! Na segunda situação você provavelmente vai tirar seu braço do caminho da brasa do cigarro sem nem ter de pensar, no susto mesmo! E é esse tipo de 'reação' que se desenvolve ao praticar Chi Sau! Desenvolver esse tipo de reação natural.  Com a diferença de que você vai utilizar as combinações técnicas e elementos técnicos contidos no sistema ( por isso estar no sentido de atenção constante é primordial) para responder apropriadamente. Para responder adequadamente sem pensar em como fazer isso, é necessário praticar a técnica inúmeras vezes, até torna-la automata, fazendo o movimento ''entrar'' em seu sistema nervoso de forma que somente momentos depois é que você possa racionalizar sobre o assunto, fazendo com que a técnica SEJA a sua reação natural.

Covering spaces has already been discussed here on this blog several times. Therefore, we will focus on trying to explain how to cover properly and explain what kind of reaction and how we will "cover" spaces (read, occasional openings due to innumerable factors such as positioning failures, technical misunderstandings, Where the training partner will cast his punches) within Chi Sau. But putting it rather coarsely and summarily; Block means to see and react, which is to be one step behind the opponent, while for you to be one step ahead of your opponent you need to act and anticipate, that is to cover.
Imagine the following situation; When you're on the street and someone yells your name, you stop and think; '' Is this my name? '' '' Did he call my name correctly? '' '' Is my name my name? '' Or do you simply turn around looking for who called you automatically? Or when you're in a circle of friends and some distracted smoker accidentally leaves your cigarette near your arm, you simply take your arm away from the smoking tip of the cigarette or stop and see if your friend's cigarette is in the left or right hand , Whether you're too close or too far away, whether he realized it or not ... etc ... etc ...?
The truth is that when someone calls you, you turn around even before you think! In the second situation you will probably take your arm out of the way of the cigarette without having to even think about it! And it is this kind of 'reaction' that develops when practicing Chi Sau! Develop this kind of natural reaction. With the difference that you will use the technical combinations and technical elements contained in the system (so be in the direction of constant attention is paramount) to respond appropriately. To respond properly without thinking about how to do this, it is necessary to practice the technique countless times, until it becomes automatic, making the movement '' enter '' in your nervous system so that only moments later you can rationalize on the subject , Making the technique BE your natural reaction.

Agora obvio que você não pode pensar apenas na ''re-ação'' ( agir depois de uma ação já executada). O praticante de Wing Chun deve ser bastante criterioso em relação ao seu próprio posicionamento e executar seus posicionamentos de maneira adequada nos ângulos apropriados, colocar a energia na direção correta, que no caso, o praticante já deve entender o conceito de Chung Chi - energia para frente, -  saber como utilizar a sua base e a base do oponente á seu favor, saber ocupar - para cobrir - e buscar - para atacar -  o centro, permanecer na menor distância para o ataque, tudo isso no intuito de induzir seu companheiro de treino ao erro técnico e permitir que você possa seguir adiante com um ataque. 
Ou seja, você não pode ficar ocioso e ficar apenas fazendo o Luk Sau, comumente conhecido em várias famílias de wing chun como o ciclo de troca de mãos ( Cabe uma nota aqui; Visualmente, a troca de posicionamento em Luk Sau faz com que muitas pessoas acreditem que este movimento de alternância seja circular, o que explicaria o treinamento de Chi Sau com uma argola, no caso de ausência de um parceiro de treino. Esta ideia é equivocada, já que não se trata de um ' movimento circular' , mas de um movimento com forma cônica. Treinar com uma argola necessitaria que você pressionasse as argolas colocando sua energia ''para fora'', o que contraria o principio de Chung Chi ), mas, você deve estar em atividade todo o tempo. O logro e a atuação constante também são importantes para induzir seu parceiro de treino á errar e assim, fazer a sua movimentação técnica mais ofensiva. Isso será refletido no campo da luta aberta e terá desdobramentos estratégicos importantes dentro do combate.

Now it's obvious that you can not just think of '' re-action '' (acting after an action already taken). The Wing Chun practitioner must be very judgmental about his own positioning and perform his positionings properly in the proper angles, put the energy in the right direction, which in the case, the practitioner should already understand the concept of Chung Chi - energy for - to know how to use his base and the base of the opponent in his favor, to know how to occupy - to cover - and to search - to attack - the center, to stay the shortest distance to the attack, all this in order to induce his Training to technical error and allow you to proceed with an attack.
That is, you can not be idle and just be doing the Luk Sau, commonly known in various wing chun families as the handshake cycle (Note here; visually, changing positioning in Luk Sau causes many People to believe that this alternating movement is circular, which would explain Chi Sau's training with a hoop in the absence of a training partner. This idea is mistaken, since it is not a 'circular movement', but Of a cone-shaped movement.Training with a hoop would require you to press the hoops by putting your energy out, which goes against the Chung Chi principle), but you must be active all the time. Achievement and constant acting are also important to induce your training partner to err and thus make your technical move more offensive. This will be reflected in the field of open fighting and will have important strategic developments within combat.


 Chi Sau; Aplicando em combate
Chi Sau; Applying in combat


SiFu escreveu brilhantemente uma matéria sobre o assunto há alguns anos atrás de maneira bastante sucinta e que vale a menção; http://brazilianwingchun.blogspot.com.br/2011/07/chi-sao-nao-te-prepara-para-luta.html,  e eu poderia simplesmente indicar essa matéria e encerrar o assunto aqui, já que ela explana de maneira peculiar como poderemos e como não poderemos aplicar os princípios do Chi Sau em luta. Pare um pouco a sua leitura aqui e vá lá neste link ler, ao terminar, retorne pra cá...

A ideia é que na prática, o gesto técnico treinado de maneira conceitual dentro deste exercício em específico, possa aparecer mediante a situação de combate, não da mesma forma que visto nas formas ou exatamente igual ao exercício; Sempre irá necessitar de algum tipo de premissa técnica ou de direcionamento específico para determinada situação de combate para que a técnica possa aparecer; Daí a importância de um método de treinamento. Nosso exemplo mais contundente é o trabalho de SiFu feito com o profissional do UFC Hugo Wolverine Vianna.

SiFu brilliantly wrote a subject on the subject a few years ago in a very succinct way and worth mentioning; And I could simply indicate this matter and close the subject here, since it explains Peculiar way how we can and how we can not apply the Chi Sau principles in struggle. Stop reading it here and go there at this link read, when you finish, return here ...

The idea is that in practice, the technical gesture trained conceptually within this specific exercise may appear through the combat situation, not in the same way as seen in the forms or exactly equal to the exercise; You will always need some kind of technical premise or specific targeting for a given combat situation before the technique can appear; Hence the importance of a training method. Our most striking example is the work of SiFu made with UFC professional Hugo Wolverine Vianna.
Resultado de imagem para hugo wolverine viana 
Hugo Wolverine Vianna executando Kwai Jian, cotovelada vista na forma Biu Ji e treinada dentro dos padrões de Chi Sau/Lap Sau com SiFu; A especificidade do treinamento direcionou o método de trabalho e a técnica surgiu no momento certo. A frase de Budah e premissa básica de nossa escola ; - ''aplicação é a única forma de se verificar a verdade'' é incontestavelmente expressa nessa foto. Abaixo,confira o video de SiFu treinando o Hugo em Chi Sau

Hugo Wolverine Vianna running Kwai Jian, elbowed view in Biu Ji form and trained within the standards of Chi Sau / Lap Sau with SiFu; The specificity of the training directed the method of work and the technique came at the right moment. The phrase of Budah is the basic premise of our school; - '' application is the only way of verifying the truth "is undoubtedly expressed in this photo. Below, check out the video of SiFu training Hugo in Chi Sau



A verdade é que praticantes refinados de Wing Chun evitam a trocação gratuita na luta, preferindo usar a estratégia e o logro de maneira adequada. Isto quando a premissa é sempre se colocar como menor, mais lento e mais fraco que seu oponente. Isto também é basicamente peça chave no Chi Sau. Quando praticantes de Wing Chun começam seu chi sau com o luk sau e em poucos segundos trocam bofetadas a torto e a direito, o exercício se perde por completo. E ai, entramos no nosso próximo tópico...

The truth is that Wing Chun's refined practitioners avoid free striking in the fight, preferring to use strategy and achievement appropriately. This is when the premise is always put down as smaller, slower and weaker than your opponent. This is also basically key piece in Chi Sau. When Wing Chun practitioners begin their chi sau with the luk sau and within a few seconds they swap hard and crookedly, the exercise is completely lost. And so, we get on to our next topic ...

Onde é que NÃO se usa o Chi Sau?
Where does Chi Sau NOT use?

De vez em quando aparecem videos de competições de Chi Sau onde, como citado a cima, os praticantes aparecem trocando bofetadas e ninguém está aplicando nada com coisa alguma. Chi Sau definitivamente não é uma forma de luta. Muito embora no passado e ainda hoje em algumas situações, este exercício pode ser uma maneira gentil de se medir a habilidade de um praticante de wing chun, Chi Sau não é definitivamente uma forma de luta-controlada dentro do sistema Wing Chun. Definitivamente!
Não use Chi Sau para lutar com seu parceiro. Isto é apenas e unicamente um exercício, nada mais! Se quiserem lutar com seu parceiro de treino, coloquem luvas de boxe e entrem num ringue!Apesar de se utilizar de elementos ofensivos e defensivos, o ''bater'' e o ''ser atingido'' no Chi Sau não significa necessariamente a vitória ou a derrota numa luta, mas ajuda em muito á entender certos ''vícios'' corporais e a entender o uso dos elementos técnicos do sistema. Como dito anteriormente, não há sentido nenhum um praticante de wing chun desafiar um praticante de Brazilian Jiu Jitsu para uma ''luta de chi sau'', entendem?

Mais uma vez; Não se luta usando Chi Sau, mas sim utilizando os benefícios advindos de sua prática e os seus princípios. O que se convém chamar de ''sensibilidade'' pode ser definido como a habilidade em utilizar simultaneamente competências técnicas como senso de oportunidade, reflexos, senso de antecipação, domínio do tempo certo para a ação, habilidade em ler as intenções do oponente, saber quando estar ''grudado'' ou quando ''quebrar'' o contato com o parceiro de treino, assim como saber quando utilizar um ''jogo limpo'' com golpes válidos ou usar um ''jogo sujo'', também. 

Claro, existe muito mais relacionado ao Chi Sau e a como este exercício pode ajudar em muito os praticantes de Wing Chun. Talvez haja uma ''parte dois'' deste artigo mas para não me alongar demais, fico por aqui.

From time to time appear videos of competitions of Chi Sau where, as quoted above, the practitioners appear exchanging slaps and no one is applying anything with anything. Chi Sau is definitely not a form of fighting. Although in the past and still today in some situations, this exercise can be a gentle way to measure the ability of a wing chun practitioner, Chi Sau is definitely not a fight-controlled form within the Wing Chun system. Definitely!
Do not use Chi Sau to fight with your partner. This is just an exercise, nothing more! If you want to fight with your training partner, put on boxing gloves and get into a ring! Despite the use of offensive and defensive elements, 'knocking' and '' being hit '' in Chi Sau does not necessarily mean victory Or defeat in a struggle, but rather helps to understand certain bodily vices and to understand the use of the technical elements of the system. As stated earlier, there is no sense in a wing chun practitioner challenging a Brazilian Jiu Jitsu practitioner for a "chi sau fight", you see?

Once again; One does not struggle using Chi Sau, but rather uses the benefits derived from his practice and its principles. What might be called '' sensitivity '' can be defined as the ability to simultaneously use technical skills such as sense of opportunity, reflexes, sense of anticipation, timing for action, ability to read opponent's intentions, knowing When to be "stuck", or when to "break" the contact with the training partner, as well as knowing when to use a "fair game" with valid strokes or to use a "dirty game", too.

Of course, there is much more to Chi Sau and how this exercise can greatly assist Wing Chun practitioners. Maybe there is a "part two" of this article but to not stretch too long, I stop here.



Bem, até mais
Well, see you!






    











Dido
Discípulo particular do SiFu Marcos de Abreu em Recife-PE-Brasil

Dido
Private disciple of SiFu Marcos de Abreu in Recife-PE-Brazil

quarta-feira, 3 de maio de 2017

Site oficial da Brazilian Wing Chun Academy - núcleo recife ( BWCA recife) - está no ar Brazilian Wing Chun Academy - Recife group's (BWCA Recife) official website is on air!


Este era um projeto antigo que por muito tempo, foi postergado devido á inúmeros motivos. Na verdade, não me sentia confortável ainda em criar ou lançar um site oficial, mesmo que o foco fosse a escola e não a minha pessoa - como hoje entendo que é a parte mais importante, a escola -, pelo simples fato de que não me sentia competente o suficiente para tal...E também porque o site oficial da escola sede da Brazilian Wing Chun ia muito bem! Claro existiam outros motivos também, mas que eu possa colocar aqui , talvez estes tenham sido os mais importantes...

- '' Mas já que eu tenho o blog, pra quê um site?''

This was an old project that for a long time was postponed due to numerous reasons. In fact, I still did not feel comfortable creating or launching an official website, even if the focus was on the school and not on me - as I now understand it to be the most important part, the school - for the simple fact that I do not Felt competent enough for that ... And also because the official site of the Brazilian Wing Chun's home school went very well! Of course there were other reasons too, but that I can put here, maybe these were the most important ...


- '' But since I have the blog, why a site? ''




 Era o que eu sempre pensava até alguns anos atrás. Mas como muita gente - principalmente aqui em Recife - gostava e gosta muito de questionar as escolas, pessoas e tudo o mais relativo a arte ( Deixe-me colocar de forma melhor e mais direta; Por conta de uma questão de restrição de mercado, é muito fácil que aconteça de um mestre tentar colocar ''dúvidas'' no público leigo sobre seu concorrente direto como maneira de passar a ideia de que a sua escola é a melhor, a mais próxima da raíz, isso ou aquilo o outro...O que colocando em miúdos, é pura babaquice), por várias vezes me vi sendo questionado e colocado em situações inadequadas - inclusive por pessoas que  se dizem ''experts'' na arte e sinceramente, ter de ficar explicando por A mais B esses aspectos, é bem tedioso...

Levando em conta que este blog é relativamente conhecido, mas muito embora, quase inexistente na minha própria cidade, abrangendo um público do sudeste muito maior do que o da minha cidade, achei que fosse a hora de voltar a trabalhar neste antigo projeto que era o site oficial do nosso grupo aqui em Recife. Afinal, como SiFu mesmo disse; - '' Você é meu estudante...vem pra cá e treina aqui, mas deve construir sua experiência quando estiver em sua cidade.''



It was what I always thought until a few years ago. But how many people - especially here in Recife - liked and very much questioned schools, people and everything related to art (Let me put it better and more directly; Because of a market restriction, it is Very easy for a master to try to put '' doubts '' in the lay public about his direct competitor as a way of passing on the idea that his school is the best, the closest to the root, this or that the other ... What I put in kids, it's sheer jerkiness), I've often been questioned and put into inappropriate situations - including by people who call themselves "experts" in art and honestly, have to explain these things It's very tediousBearing in mind that this blog is relatively well-known, but even though almost nonexistent in my own city, spanning a much larger southeast public than my city, I thought it was time to go back to work on this old project that was the Our group's official website here in Recife. After all, as SiFu himself said; "You are my student ... come here and train here, but you must build your experience when you are in your city."
 
 
O layout do site foi todo pensado para ser algo neutro, que remetesse a ideia de que a parte mais importante que temos é a escola. Por isso, não há fotos minhas nos layouts como plano de fundo, por exemplo. As fotos das facas com as laminas apontadas para cima e para fora, remetem a um simbolismo intrínseco e tem um significado que nos lembra a própria conduta da escola de maneira geral.


Um ponto importante aqui; Na forma ''tradicional'', quando colocamos fotos, ou cadeiras dos ancestrais no Jiu Paai, ou simplesmente posicionamos os selos com os nomes dos ancestrais, por costume ( e aqui não vou esmiuçar todos os porquês) sempre colocamos os mais antigos posicionados á direita de quem vê. Por isso, a cadeira da direita é sempre reservada ao grande líder da família em fotos tradicionais, etc, etc... No caso do site, eu poderia ter colocado as fotos com SiFu á direita da tela, mas como muitas pessoas tem o entendimento comum de posicionamento á partir da esquerda para direita( da maneira como escrevemos por exemplo; começando da esquerda para a direita) , achei melhor colocar da maneira ocidental mesmo, como a primeira e mais importante foto ( a que estou ladeando SiFu com meu SiHing Wesley) como primeira foto.

The layout of the site was all thought to be something neutral, which sent the idea that the most important part we have is the school. So there are no photos of me in the layouts as a background, for example. The photos of the knives with the blades pointed up and out, refer to an intrinsic symbolism and has a meaning that reminds us of the school's own conduct in general.An important point here; In the "traditional" form, when we put photos or chairs of the ancestors in the Jiu Paai, or simply place the stamps with the names of the ancestors, by custom (and here I will not analyze all the whys) we always put the oldest ones placed Right of who sees. So the right chair is always reserved for the big family leader in traditional photos, etc, etc ... In the case of the site, I could have put the photos with SiFu on the right of the screen, but as many people have the understanding (From the way we write for example, starting from left to right), I thought it best to put it in the same Western way as the first and most important photo (which I'm flipping SiFu with my SiHing Wesley ) As the first Picture.

Na verdade, todas as fotos foram colocadas no site junto com textos, músicas e vídeos de maneira estrategicamente pensada. A música de ambiente não deveria ser muito longa, bastando uma vinheta de um minuto que pode ser pausada ao gosto do visitante; As primeiras fotos na aba ''galeria'' ressaltam nossos ancestrais genealógicos mais próximos e nosso SiFu; O texto sobre a história do sistema acompanha pequenas notas sobre nossos ancestrais diretos e sobre meu SiFu, além de um pequeno parágrafo sobre a estrutura do sistema Wing Chun; Temos uma aba de ''parceiros'' que são as escolas amigas ( na verdade, não caberia todas as escolas amigas e parceiras em um espaço tão pequeno, por isso ainda estou avaliando se esse espaço pode vir a ser ''rotativo'') e a escola que nos dá suporte ao treinamento aqui em Recife, além de outras coisas...
 

Por isso, esse projeto demorou bastante á ser realizado e ainda sim, existem muitos pontos á serem melhorados, que serão devidamente organizados e desenvolvidos com o passar do tempo. O importante é que essa seja uma ferramenta que possa viabilizar ao público - recifense em específico - sobre a nossa escola, nossa metodologia, os parâmetros usados em nossa escola ao seguir as determinações da escola Sede em Salvador. Além de claro, tirar todas as dúvidas possíveis sobre o estilo.

In fact, all the photos were placed on the site along with texts, music and videos in a strategically thought out way. The ambient music should not be too long, just a minute sticker that can be paused to the taste of the visitor; The first photos on the '' gallery '' tab highlight our closest genealogical ancestors and our SiFu; The text on the history of the system accompanies short notes on our direct ancestors and on my SiFu, plus a short paragraph on the structure of the Wing Chun system; We have a '' partner '' tab that is friendly schools (actually, it would not fit all partner schools in such a small space, so I'm still evaluating if that space could turn out to be '' rotating '') And the school that supports the training here in Recife, besides other things ...Therefore, this project has taken a long time to complete and there are still many points to be improved, which will be properly organized and developed over time. The important thing is that this is a tool that can make the public - specific remarks - about our school, our methodology, the parameters used in our school by following the determinations of the Headquarters school in Salvador. Besides of course, take away all possible doubts about the style.

Assim, sendo utilizado como uma ferramenta que vise informar ao público leigo sobre nosso trabalho, o site também tem a missão de ser um local onde as pessoas poderão se informar mais sobre nossa escola aqui em Recife e região. Confira lá. Espero sinceramente que gostem!!


 
So, being used as a tool that aims to inform the lay public about our work, the site also has the mission of being a place where people can learn more about our school here in Recife and region. Check it out there. I sincerely hope you enjoy it !!


 
Um super abraço
A big hug




    











Dido
Discípulo particular do SiFu Marcos de Abreu em Recife-PE-Brasil



Dido
Private disciple of SiFu Marcos de Abreu in Recife-PE-Brazil

segunda-feira, 1 de maio de 2017

Qual é a melhor técnica no Wing Chun? What is the best Wing Chun's techinique?

Você que é um praticante e leitor voraz que acompanha os artigos não só daqui, mas de outras revistas eletrônicas ( ou não) já pôde ter percebido o quanto os mestres, quando costumam escrever sobre o Wing Chun de suas escolas, ressaltam o quão eficiente suas artes são. O quanto de poder e o quanto de eficiência suas técnicas podem ter.
A princípio, parece realmente interessante que uma arte com inúmeras variações, diferentes abordagens entre si, possa ter tantos defensores de suas infalíveis técnicas e o quão diferentes entre sí elas pareçam, muito embora o discurso seja praticamente o mesmo.
Aqui no Brasil convencionou-se atribuir ao o Wing Chun a fama de estilo simples e rápido e eficiente, mortal e que não pode ser colocado em competições devido a sua letalidade. Esse discurso já foi devidamente desconstruído por meu SiFu em sua obra ''Wing Chun Kung Fu; A arte marcial praticada por Bruce Lee'', um clássico moderno de nosso estilo.


You who are a voracious practitioner and reader accompanying the articles not only from here, but from other electronic journals (or not) may already have realized how much the masters, when they usually write about Wing Chun of their schools, stress how effective their Arts are. How much power and how efficient your techniques can have.
At first, it seems really interesting that an art with innumerable variations, different approaches to each other, may have so many proponents of its infallible techniques and how different from each other, even though the discourse is practically the same.
Here in Brazil, it was agreed to attribute to Wing Chun the fame of simple and fast and efficient style, mortal and that can not be placed in competitions due to its lethality. This discourse has already been properly deconstructed by my SiFu in his work '' Wing Chun Kung Fu; The martial art practiced by Bruce Lee '', a modern classic of our style.





( O Livro de SiFu)
(The Book of SiFu)


Mas dentre tantas e tantas atribuições, discursos sobre a técnica e filosofia, quais destas técnicas seria a mais brutal de todo o sistema Wing Chun?

Seria restritivo e talvez muito simplório apontar uma ou outra técnica, mas vamos parar pra pensar um pouco;  De fato, essa técnica suprema realmente existe? Ainda mais no Wing Chun?

A ânsia em querer ter o domínio do sistema, muitas vezes atrapalha o desenvolvimento natural do praticante, isso é fato. Aliás, em qualquer área de atuação, a depender das condicionantes, a pressa se torna realmente inimiga da perfeição. Quando o que normalmente acontece, é que não importa o quão o seu estilo possa parecer fantástico ou o quanto o seu SiFu o venda assim ( sim, em certos aspectos estamos falando de um produto aqui, pra maioria das pessoas que não pretendem seguir a risca uma família kung fu ), em menos de dois anos, qualquer praticante médio abandona o treinamento, por questões inúmeras que sejam. Para eles, sempre haverá uma desculpa...


But among so many attributions, discourses on technique and philosophy, which of these techniques would be the most brutal of the entire Wing Chun system?It would be restrictive and perhaps very simple to point out one or another technique, but let's stop to think a little; In fact, does this supreme technique really exist? Even more in Wing Chun?Image Image for wing chun sparring The eagerness to want to have the mastery of the system often disrupts the natural development of the practitioner, this is fact. Moreover, in any area of ​​activity, depending on the constraints, haste really becomes the enemy of perfection. When it usually happens, it does not matter how your style looks fantastic or how much your SiFu sells it like that (yes, in a certain way, we're talking about a product here, for most people who do not want to follow a kung family Fu), in less than two years, any average practitioner abandons the training, for countless reasons. For them, there will always be an excuse ...

E justamente uma delas é que ''A'' técnica suprema nunca aparece''....Na maioria das escolas sérias, ela nunca vai aparecer mesmo! Invariavelmente, aqueles caras que vão á uma escola de Wing Chun e ali, supostamente encontram ''A grande coisa'', coincidentemente acabam descobrindo que aquele estilo também não é o ''ovo de Colombo'' e desistem do treinamento.
O que eu quero dizer basicamente é que; Essa frustração inicial ocorre na maioria das vezes porque no Wing Chun, naquele Wing Chun sério, cujo o treinamento é árduo, e seu entendimento difícil de ser expresso, não existe essa de a melhor técnica!

Vá por mim...Metade dos caras que vendem essa ideia - E aqui estou sendo bastante ultrapassado , porque hoje existem formas e mais formas diferentes de ''vender'' uma arte marcial - sequer treinaram á sério e embotam na cabeça do novato a ideia de que estes irão um dia, encontrar o poder supremo, tal qual ao Bruce Leroy em seu combate derradeiro com o Sho'nuff do Harlem ( Sério cara, adoro esse filme!) e sua aura irá brilhar com seus golpes explosivos...
Na realidade, no Wing Chun, como dito acima, não existe essa de melhor técnica! A melhor técnica para o lutador de Wing Chun é a não-técnica. O que não significa ''Não ter técnica nenhuma''...isso é completamente diferente!


And just one of them is that '' A '' supreme technique never appears'' .... In most serious schools, it will never appear! Invariably, those guys who go to a Wing Chun school and there, supposedly find '' The Big Deal, '' coincidentally find out that that style is not Colombo's egg as well, and they quit training.What I want to basically say is that; This initial frustration most often occurs because in Wing Chun, that serious Wing Chun, whose training is arduous, and his understanding difficult to express, there is no such thing as the best technique!

 Believe me, Half the guys who sell this idea - And here I am being quite outdated, because today there are ways and different ways to "sell" a martial art - they have not even trained seriously and blunt the novice's head to Idea that they will one day find supreme power, just like Bruce Leroy in his ultimate fight with the Sho'nuff of Harlem (Seriously, I love that movie!) And his aura will shine with his explosive blows ...In fact, in Wing Chun, as stated above, there is no such technique! The best technique for the Wing Chun fighter is the non-technical. What does not mean '' Have no technique at all '' ... this is completely diferente!
Resultado de imagem para Yip Man siu lin tau
( Si Jo Ip Man executando Seong Jam Sal durante o Siu Lin Tau)
(Si Jo Ip Man doing Seong Jam Sau during the Siu Lin Tau)



O que chamamos de ''não-técnica'' vem da ideia de prontidão, de estar atento e pronto, onde mesmo em um ambiente onde eu não saiba qual será o passo que meu oponente irá fazer, eu antecipo seu movimento e ajo primeiro, sabendo como adaptar a técnica. Isso é extremamente difícil de se fazer e nem sempre se pode fazer! Pra quem faz sparing de verdade sabe que aplicar isso, é algo que depende de inúmeros fatores e que só o treinamento pode apurar. Nenhum texto escrito pode condensar isso de forma plena. È o que chamamos lá em Salvador de ''cancha'' de luta. Não importa o quanto de ''curriculum'' você aprendeu...Isso não terá valor prático nenhum, se você são der utilidade  e obviamente, não for colocado em luta e como eu sempre digo; - ''Um soco na cara te ensina que na prática, a teoria é outra!''

Non-technical comes from the idea of ​​readiness, of being alert and ready, where even in an environment where I do not know what will be the step that my opponent will do, I anticipate his movement and act first, knowing how to adapt the technique. This is extremely difficult to do and can not always be done! For those who do real sparing know that applying this is something that depends on many factors and that only the training can clear. No written text can condense this fully. That's what we call "fighting field" in Salvador. No matter how much curriculum you have learned ... This will have no practical value at all if you are a resource and obviously not put into a fight and as I always say; - '' A punch in the face teaches you that in practice, the theory is different! ''

E é justamente por esse tipo de intenção, que muitas vezes é legitima, mas que acaba levando muitos praticantes ao erro quando se tenta ''testar'' suas habilidades sem levar em conta a própria forma sistêmica da arte. Com isso quero dizer que; Sem uma compreensão dos básicos e dos princípios inerentes, o praticante sequer poderá ''testar'' suas habilidades. Seria mais ou menos como alguém querer utilizar um formão elétrico sem nem se quer saber como essa ferramenta trabalha, mas mesmo assim, antes mesmo de se iniciar o trabalho, já pensa no resultado final. È exatamente o caso de pessoas que pensam em aprender a arte para ''misturar'' com alguma outra coisa que ele já saiba...Querem amontoar técnicas, conhecimento, sabedoria...alcançar a perfeição técnica...

And it is precisely because of this kind of intention, which is often legitimate, but that leads many practitioners to error when trying to 'test' their skills without taking into account the very systemic form of art. By this I mean that; Without an understanding of the basics and inherent principles, the practitioner will not even be able to "test" his or her abilities. It would be more or less like someone wanting to use an electric chisel without even knowing how this tool works, but even then, before even starting work, you already think about the final result. It is exactly the case of people who think of learning the art to "mix" with something else they already know ... They want to accumulate techniques, knowledge, wisdom ... achieve technical perfection ...


Isto é pura utopia romântica boba. A ideia na verdade deveria ser de aprender uma arte marcial, aprender a entendê-la, dominá-la e refiná-la, fazendo com que a arte se torne parte de você. Lutar e testar a arte em luta ( o que não exclui a possibilidade de tomar nocautes e lidar com a frustração, por exemplo) é apenas uma parte do processo, não o fim ou a objetivação geral do treinamento.

This is pure silly romantic utopia. The idea really should be to learn a martial art, learn to understand it, master it and refine it, making art become part of you. Fighting and testing in fighting your art (which does not exclude the possibility of taking knockouts and dealing with frustration, for example) is only part of the process, not the end or general objectification of trainingImagem relacionada


A ideia é sempre não desprezar aquilo que é de mais fundamental, mais básico do cerne técnico do sistema Wing Chun, obviamente. Compreender que esses princípios tem finalidades especificas que caracterizam o estilo e que irão muitas vezes, de encontro com outros estilos e sistemas, e que sempre haverá semelhanças e diferenças com as próprias variações da arte e com outras artes marciais, chinesas ou não. Não espere pela melhor técnica , pelo ''movimento supremo'' ou pelo ''segredo'' da sua arte, seja ela Wing Chun ou qualquer outra...Lembre-se de Bruce Lee; -  '' A melhor técnica é não ter técnica alguma..''

The idea is always not to despise what is most fundamental, most basic of the technical core of the Wing Chun system. Understand that these principles have specific purposes that characterize the style and that will often, against other styles and systems, and that there will always be similarities and differences with the actual variations of art and with other martial arts, Chinese or otherwise. Do not wait for the best technique, for the "supreme movement" or for the "secret" of your art, be it Wing Chun or any other ... Remember Bruce Lee; - '' The best technique is not having any technique .. ''



Até a próxima
See you later.


    












Dido
Discípulo particular do SiFu Marcos de Abreu em Recife-PE-Brasil

Dido
particular disciple of SiFu Marcos de Abreu in Recife-PE-Brazil