domingo, 22 de outubro de 2017

Coluna 'Fala SiFu'; Frank Grispos fala sobre sua experiência com Wing Chun - Column 'SiFu Says'; Frank Grispos talks about his experience with Wing Chun

Na coluna 'Fala SiFu', hoje postamos uma adaptação de um texto super interessante de meu Sibaak Gung Frank Grispos, parceiro de outro querido amigo pessoal e Sibaak Gung, George Kontras, ambos da Grécia, sobre sua experiência na escola do ultimo discípulo de Yip Man, SiFu Allan Lee.

Coluna Fala SiFu; Sibaakgung Frank Grispos fala sobre a escola de SiFu Allan Lee

In the column 'SiFu Says, today we posted an adaptation of a super interesting text from my Sibaak Gung Frank Grispos, partner of another dear personal friend and Sibaak Gung, George Kontras, both from Greece, about his experience in the school of the last disciple of Yip Man , SiFu Allan Lee.

Column SiFu says; Sibaakgung Frank Grispos talks about SiFu school Allan LeeResultado de imagem para wing chun frank grispos

(Sibaakgung Frank Grispos, de preto)

- '' Visitei alguns anos atrás, o meu segundo sifu Allan Lee, na sua escola em New York usa, e tive uma grande experiência. Mais uma vez, vi o wing chun do último aluno do grande mestre yip man.

Todos os seus alunos (95 % da segunda geração chinesa) eram muito amigáveis comigo, com uma filosofia particular que Allan Lee lhes ensinou. Cada estudante está interessado em corrigir qualquer detalhe das técnicas de seus irmãos de treino. Então toda a turma avança, porque eles têm a filosofia de que quanto melhor o nível de seu colega de classe , melhor será para ele mesmo , porque ele treina as técnicas com um parceiro de treino melhor. A formação da arte militante de wing chun em New York usa é feita de uma forma muito mais intensa e científica, mais realista do que a Grécia, com o resultado de que os estudantes da escola estão a um nível muito mais elevado. O modo de ensinar e a teoria do grande mestre Ip Man para wing chun é no primeiro aspecto, fazer um corpo forte e saudável e para fortalecer os pontos fracos do nosso corpo. Para construir uma base forte  e depois passar para as técnicas de combate. O reforço dos pontos fracos é alcançado através de exercícios especiais, com instrumentos muito especializados que têm sido o cerne do sistema  wing chun há cerca de 350 anos. O Wing Chun, que está sendo treinado na escola de SiFu Allan Lee, não tem nada a ver com o que está a acontecer aqui na Grécia. O caminho é completamente diferente em todas as áreas. Em Nova Iorque, os estudantes dão o melhor de si, fazendo um treino duro com o espírito de luta. Para ser um bom guerreiro, você deve aprender os exercícios de sensibilidade, chi sao, para que quando você seja capaz de se defender em uma batalha, você não pensa em como você se move, mas isso vem automaticamente com a intuição. E fazer o mesmo movimento para defesa e ataque ao mesmo tempo. Isto é conseguido pela prática diária em chi sao que  é exclusivo do wing chun, único no mundo das artes marciais.



■ O chi sao faz ''acordar'' nosso corpo, e aprender a reação automática e trabalhar nossas mãos e nossos pés como sensores para fazer melhor cobertura de nossas vulnerabilidades que estão abertas para o oponente, e as aberturas do oponente de um jeito mais rápido.


■ 2, chi sao nos faz chegar progressivamente ao nível para sentir a intenção do oponente e segui-lo sem ter que tocá-lo.



■ 3 Chi sao nos ensina a lutar com alguém que tem maior força do que nós, bem como para utilizar a energia certa, tanto quanto é preciso para controlar e usar o poder e a velocidade do oponente para nosso benefício em vez de ir contra o poder dele.

A forma como o organismo humano funciona e reage a um ataque do nosso oponente é: Primeiro, a visão funciona e nós vemos o nosso adversário para ver o movimento. Então a visão dá o comando do cérebro para processá-lo e fazer o resultado do movimento (Defesa) que faremos. Então o cérebro dá uma ordem a partes específicas do nosso corpo em braços ou pés, como reagem e como se move.

Todo este processo tem 3 ETAPAS

1, visão,

2 Processamento do cérebro,

3 Movimento de reação.

Com a prática adequada do chi sau de wing chun, todas estas 3 Fases são condensadas e são feitas em apenas uma reação assertiva.
Para compreender a teoria da velocidade no sentido de que o movimento deve correr mais rápido que a visão, podemos fazer esta experiência. Estamos a aproximar nosso dedo uma ponta de cigarro em chamas ou de um fósforo, e estamos quase a vê-lo enquanto nós puxamos o nosso dedo para não queimar. Se fazemos exatamente a mesma coisa com os nossos olhos fechados,ou de maneira involuntária, veremos que o movimento que fará o nosso dedo sair do caminho do cigarro aceso será muito mais rápido do que antes.

O Wing Chuan é um sistema de combate projetado para batalha (luta) é a única arte marcial que tem tanto a defesa como o ataque ao mesmo tempo. Wing Chuan é projetado para o corpo humano funcionar simplesmente e rapidamente e torná-lo mais móvel e dinâmico, melhora os nossos reflexos e o tempo de reação.

Wing Chuan é uma forma científica que funciona para cada homem ou mulher, para pessoas fracas, pessoas pequenas, que, se praticarem corretamente, serão capazes de lutar também e fazê-las bem. Wing Chun usa uma lógica simples, de uma forma científica, para que, no tempo mais rápido, possamos obter a melhor energia e técnicas para lidar com um oponente quando necessário. Assim podemos ver em pouco tempo o nosso progresso e o quão bom nos tornamos. Ao mesmo tempo, podemos ver as vulnerabilidades de outras artes marciais. Wing Chun só tem 3 formas, e só com isto é um sistema integrado, porque em 3 formas,mas temos todos os movimentos que precisamos para lidar com um adversário. Todas as três formas são feitas por razões diferentes e não é a primeira forma menos importante do que a segunda ou terceira forma. Cada forma é feito por razões diferentes e estão ligadas entre si.

Wing Chun tem maneiras e detalhes tão inteligentes, de grande importância, que é difícil ter sido criado por um homem. É a única arte marcial do mundo criada por uma mulher. Porque a natureza feminina tem as características de ''primeiro pensar e depois reagir''. Enquanto as características masculinas são de primeiro  ''reagir e depois pensar''. Allan Lee, juntamente com o maior professor guerreiro de wing chun, que vive hoje no mundo, Duncan Leung, que teve aulas particulares com Ip man, está hoje na China e ensina a lutar apenas a estudantes de alto nível de wing chun. Ele é um dos únicos lutadores do Wing Chun, porque ele estava a testar o que Ip man estava a ensiná-lo contra adversários de outros sistemas em lutas reais. Ele é um dos poucos professores que têm muita experiência em lutas reais. Era assim que ele estava a tentar trabalhar melhor no melhor de todas as novas técnicas que aprendeu com o sistema. Não foi por acaso que Duncan Leung  foi escolhido há muito tempo em Virginia, U.S. A., pelo serviço secreto do FBI, Marinha dos EUA, Navy Seals, para fazer um treino especial de combate.

Resultado de imagem para wing chun frank grisposNa China, hoje, a forma como eles fazem o treinamento num ambiente de combate é que eles trazem lutadores profissionais da Tailândia, e fazem uma forma de combate realista com eles, para ter os melhores resultados no sistema de wing chun. Além disso, Duncan Leung foi oficialmente selecionado pelo ministério do esporte chinês para ensinar na equipe oficial de artes marciais chinesas, assim como ele abriu muitas escolas na China. Estou a tentar ensinar o mesmo que aprendi com eles, sem alterações. E para transmitir o seu conhecimento para selecionar estudantes que têm zelo e lealdade para com o wing chun.

Wing Chun é uma arte marcial que, se alguém quiser aprender, deve dedicar tempo, não ter problemas, dar suor e ter dinheiro. Todos os professores, qualquer ensinamento de artes marciais, não se trata de mostrar como ele é bom, mas como ele vai ensinar um aluno fraco a desenvolvê-lo no tempo mais curto, com os melhores resultados possíveis. Wing Chun compreende a realidade da batalha, porque é feita para a batalha, e é por isso que funciona quando a usas. É um sistema que alguém pode aprender demasiado depressa para se defender. No entanto, tem de haver muito treino. No Wing Chun existe a teoria e a lei, e isso torna-a uma verdadeira forma de arte. O conhecimento é inútil sem o ato e o ato precisa de conhecimento para desenvolver a arte.

Wing Chun é uma arte marcial que pode mudar e evoluir. Se uma arte marcial não tem educação interna e filosofia, então não é arte marcial, é apenas uma habilidade de luta. A arte é combinada com a mente, os sentimentos e a filosofia do indivíduo, e assim passa através de gerações.

Wing Chun é um sistema de artes marciais integrado. Não tens de sair do sistema para obter respostas. Wing Chun, além de boas condições físicas e habilidades de combate eficazes, oferece-lhe um modo de vida.

O conceito de poder no wing chun
O conceito de poder é explicado ao wing chun através da equação da 2 ª Lei de Newton:

Potência = Massa x aceleração  P= m.a

O poder é considerado a força explosiva. A massa corporal está predeterminada. Você não cresce ou cresce de repente porque seu oponente é maior ou mais pesado que você. Mas isto pode mudar se a massa física for utilizada de forma mais eficaz.

Quanto mais rápido um objeto acelera, maior força de impacto de energia (energia cinética) tem. Se atirar uma bala com as mãos em alguém, nada vai acontecer. Mas se a colocar numa arma e disparar, provavelmente vai matá-lo. A corrida é muito importante para o wing chun. Teoricamente, funciona como um furacão. O olho do furacão existe, mas a sua região move-se e exerce um poder tremendo. No Wing Chun, você ataca o teu adversário com o corpo inteiro e não com o poder das mãos. O poder das armas é espalhado pelo momento certo dos pés, da cintura, dos ombros e dos frutos a alta velocidade.

A velocidade é um dom natural, mas pode crescer mais. No essencial, é o resultado de um conjunto de competências. É visto como mobilidade, flexibilidade, vigilância física e mental, como um momento de reconhecimento e um tempo de resposta.

- Instrutor Frank grispos''


English version

Visiting a few years ago, my second sifu Allan Lee, at his New York school uses, I had a great experience. Once again, I saw the wing chun of the last student of the great master yip man.

All his students (95% of the Chinese second generation) were very friendly to me, with a particular philosophy that Allan Lee taught them. Each student is interested in the other to correct any detail of the techniques. Then the whole class advances because they have the philosophy that the best level of their classmate is, the better he will be because he makes techniques with a better one. The formation of the militant art of wing chun in New York uses is made in a much more intense and scientific, more realistic than Greece, with the result that the students of the school are to a much higher level. The way of teaching and the theory of the great master yip man for wing chun is the first to make a strong and healthy body and to strengthen the weak and weak points of our body, such as fruits, lock, fingers, etc. To build a strong base on the feet of us and ivy, and then move on to combat techniques. Strengthening of the weak points is achieved through special exercises, with very specialized instruments that have been the wing chun hunting system for about 350 years. Wing Chun, who is training at Allan Lee's sifu school, has nothing to do with what is happening here in Greece. The path is completely different in all areas. In New York, the students do their best, doing a hard workout with the fighting spirit. To be a good warrior, you must learn the sensitivity exercises, chi are, in the hands, so that when you are able to defend yourself in a battle, you do not think about how you move, but this comes automatically with the intuition E make the same move for defense and aggression at the same time. This is achieved by the daily practice in chi are that wing chun is unique in the world of martial arts.

■ 1 being the chi is makes us wake our body, and learn the automatic reaction and work our hands and our feet as sensors to better cover our vulnerabilities that are beating the opponent, and the opening of the opponent faster.
■ 2, chi sao makes us progressively level to feel the opponent's intention and follow him without having to touch him.
Being chi is teaches us to struggle with someone who has greater power than we as well as to remove the right energy as much as it takes to control and use its power and speed for our benefit instead of going against His power .

The way the human body works and reacts to an attack from our opponent is: first the vision works and we see our adversary to see the change. Then the vision gives the command of the brain to process it and make the result of the movement (Defense) that we will do. Then the brain gives an order to specific parts of our body in arms or feet, how they react and how they move.

This whole process has 3 STAGES

1, vision,

2 Brain processing,

3 Reaction movement.

With proper practice of wing chun chi, all 3 Phases are condensing and are made of three to a stage feel.
To understand the theory of the speed of sense that runs faster than the vision, we can do this experiment. We are touching our finger on a burning cigarette or a match, and we are almost to see it while we our finger not to burn. If we do exactly the same thing with our eyes closed, we will see that the movement that will make our finger pull out of the lit cigarette will be much faster than before.

The Wing Chuan is a combat system designed for battle (fighting) is the only martial art that has both defense and attack. Wing Chuan is designed for the human body to function simply and quickly make it more mobile and dynamic, improves our reflexes and reaction time.

Wing Chuan is the scientific form that works for every man or woman, for weak people, small people who, if practiced correctly, will be able to fight as well and do them well. Wing Chun uses a simple logic in a scientific way so that in the fastest time we can get the best energy and techniques to deal with an opponent when necessary. So we can see in a short time our progress and how good we have become. At the same time, we can see the vulnerabilities of other martial arts. Wing Chun only has 3 forms, and only with this is an integrated hunting system because in 3 ways, all the moves we need to deal with an opponent. All three forms are made for different reasons and is not the first less important form than the second or third form. Each form is made for different reasons and is linked together.


Wing Chun has such intelligent, important details and manners that it is difficult to have been created by a man. It's created from a woman. It is the only martial art in the world created by a woman. Because feminine nature has the characteristics, it first thinks and then reacts. While the male characteristics are the first to react and then think. Allan Lee, along with Wing Chun's greatest warrior teacher, who lives in the world today, Duncan Leung, who took private lessons from yip man, is in China today and teaches to fight, only to high-level wing chun students. He is one of Wing Chun's only fighters because he was to show him that the yip man was testing him on opponents of other systems with a real battle. He is one of the few teachers who have much experience and a real struggle. That was how he was trying to work better on the best of all the new techniques he learned from the system. It was not by chance that the duncan leung chose him long ago in Virginia uses, FBI secret service, US Navy, uses seals, to do a special combat training. In China today, the way they do training in a combat environment is that they bring the professional kick-ass from Thailand, and do a realistic war training with them, to get the best results in the wing chun system. In addition, Duncan Leung was officially selected by the Chinese sports ministry to teach on the official Chinese martial arts team, just as he opened many schools in China. I am trying to teach the same as I learned from them, with no changes, etc. And to convey your knowledge to select students who have zeal and loyalty to the wing chun.

Wing Chun is a martial art that, if one wants to know, should give time, trouble, sweat and money. All teachers, any martial arts teaching, is not about showing how good he is, projecting himself, but how he will teach a weak student to develop it in the shortest time, with the best possible results. That is how we dynamics, talent, intelligence and the ultimate goal of the teacher.

Wing Chun understands the reality of battle because it is made for battle, and that's why it works when you use it. It is a system that one can learn too quickly to defend. However, there has to be a lot of training. In Wing Chun there is theory and law, and this makes it a true art form. Knowledge is useless without the act and the act needs knowledge to develop the art.

Wing Chun is a martial art that can change and evolve. If a martial art has no inner education and philosophy, then it is not martial art, it is only a fighting skill. Art is combined with the mind, feelings and philosophy of the individual, and so passes through generations.

Wing Chun is an integrated martial arts system. You do not have to leave the system for answers. Wing Chun, in addition to good physical conditions and effective combat skills, offers you a way of life.

The concept of power in wing chun
The concept of power is explained to the wing chun through Newton 's 2nd Law equation:

Power = Mass x acceleration f = m. a

Power is considered to be explosive force. The body mass is predetermined. You do not grow or grow suddenly because your opponent is bigger or heavier than you. But this can change if the physical mass is used more effectively.

The faster an object accelerates, the greater energy impact force (kinetic energy) has. If you shoot someone, nothing's gonna happen. But if you put it on a gun and shoot it, it's probably going to kill you. The flexible run is very important for the wing chun. Theoretically, it works like a hurricane. The eye of the hurricane does exist, but its region moves and exerts tremendous power. In Wing Chun, you are your opponent with the whole body and not with the power of the hands. The power of the arms is spread by the right moment of the feet, the waist, the shoulders and the fruits at high speed.

Speed ​​is a natural gift, but it can grow more. In essence, it is the result of a set of skills. It is seen as mobility, flexibility, physical and mental alertness, as a moment of recognition and a time of response.

Instructor Frank grispos




Dido
Discípulo privativo do SiFu Marcos de Abreu

Dido
Private disciple of SiFu Marcos de Abreu

terça-feira, 10 de outubro de 2017

Novo membro da Brazilian Wing Chun Academy - Núcleo Recife/Olinda - New member of Brazilian Wing Chun Academy - Recife/Olinda Team!



( Intensificando os treinos na preparação para meu retorno á Salvador. Segunda parte da forma Chum Kiu.)
(Intensifying the training in preparation for my return to Salvador.) Second part of the Chum Kiu form.)


''Alunos vem e vão Dido, não se preocupe com isso...''
- SiFu falando para mim em uma conversa ha uns meses atrás...

Nos últimos dois meses, muita coisa na minha vida mudou e ainda vai mudar, mediante algumas previsões. Mas o fato é que tem sido realmente difícil me manter treinando. Muito pelo fato de que na prática, mudei de emprego e de horários de trabalho, tudo tem contribuindo para dificultar ter tempo hábil para treinar sem ter de ficar preocupado ou pensando em outros assuntos, mas espero, isso seja temporário...Mas até pra postar aqui, as coisas estão bem mais ''corridas''.

'' Students come and go Dido, do not worry about that ... ''
- SiFu talking to me in a conversation a few months ago ...

In the last two months, a lot in my life has changed and will still change with some predictions. But the fact is, it's been really hard keeping me up. Much of the fact that in practice, I changed jobs and working hours, everything has contributed to make it difficult to have time to train without having to worry or think about other things, but I hope, this is temporary ... But even for post here, things are much more rushed.

Mesmo assim - e não me pergunte o porquê - eu ainda não consigo parar. SiFu já tinha me advertido algumas vezes que ''ninguém anda a 100km/h o tempo todo...''. Ando realmente mais cansado, mais enfadado física e mentalmente e com menos tempo nesses últimos dois meses, mas e daí? Afinal de contas, é na dificuldade que se separam ''homens de verdade de garotos chorões...'', então eu realmente não vejo como não ser assim...Sibaakgung Josh Shaw disse-me uma vez que ''aço afia aço...'', incutindo-me a ideia de que é na dificuldade que o guerreiro tem maiores chances de crescer e ele tem toda a razão. E quantas vezes eu não já vi pessoas talentosas desistindo?E por muito menos do que isso?
Bem, vontade e desejos fortes moldam o caráter, não é? E se eu tiver de morrer fazendo isso? Bem, que morra!

Even so - and do not ask me why - I still can not stop. SiFu had warned me a few times that "nobody walks 100km / h all the time ...". I'm actually more tired, more physically and mentally annoyed, and with less time these past two months, but so what? After all, it's in the difficulty that 'real men of weeping boys' come apart ... '', so I really do not see how not to be like that ... Sibaakgung Josh Shaw once told me that '' steel sharpens steel ... ", insinuating the idea that it is in the difficulty that the warrior has a greater chance of growing and he is absolutely right. And how many times have I not seen talented people giving up? And for much less than that?
Well, strong wishes and desires shape the character, do not they? What if I have to die doing it? Well, let me die!

Comentando com meus alunos, eu acho que tenho mais ''ex-alunos'' do que alunos de maneira geral. Alguns, exatamente por motivos que se convém chamar de ''impossibilidades'', mas que eu encaro como ''desculpas''. Mas  o que acontece é que  muitos não aguentam o treino mesmo. Isto porque da mesma maneira que meu SiFu exige sempre o melhor de seus alunos e particularmente daqueles em que ele realmente acredita que podem se tornar tão bons quanto ele ou ao menos salvaguardar o estilo dentro do que ele acredita, eu também sou extremamente ( ênfase aqui; EXTREMAMENTE) exigente na questão da dedicação e treinamento dos meus companheiros de treino.

Commenting with my students, I think I have more ex-students than students in general. Some, exactly for reasons that one should call '' impossibilities '', but which I regard as '' apologies ''. But what happens is that many can not stand the same training. This is because in the same way that my SiFu always requires the best of his students and particularly of those in which he truly believes that they can become as good as he or at least safeguarding the style within what he believes, I am also extremely (emphasis here ; EXTREMELY) demanding on the issue of the dedication and training of my training buddies.





(Eduardo,meu melhor discípulo e eu durante o treino da ultima segunda feira)
(Eduardo, my best disciple and me during last Monday's training session)

Se você reparar e for na aba ''agende uma visita'' deste blog, vai ler que o ''Nosso grupo é pequeno e seleto propositalmente (...)'' Isto se deve á um cem números de fatores e motivos que não pretendo esmiuçar aqui. Muitos, mas muitos desistiram por motivos tanto de foro particular quanto por tantos outros motivos. Mas um dos mais repetidos discursos que eu tenho percebido aqui é que o treino ''esgota demais'', ou é ''puxado demais'' ou ''duro demais'' e assim por diante... O que nada mais é do que fruto da exigência que citei logo acima.

If you notice and go to the '' schedule a visit '' tab of this blog, it will read that '' Our group is small and purposely selected ... '' This is due to a hundred numbers of factors and reasons that do not I intend to study here. Many, but many have given up for reasons both private and for so many other reasons. But one of the most repeated speeches I've come to realize is that the workout '' is too exhausting, '' it's either '' too hard '' or '' too hard, '' and so on. that fruit of the requirement that I quoted sooner.

Não caro leitor, não estou me gabando! Até porque há essa altura do campeonato eu não gostaria de ter uma academia com um fluxo de pessoas abaixo do estimado para ter uma turma grande, dentro dos meus próprios parâmetros apenas por vaidade. No entanto, nosso time atualmente é composto por pessoas dedicadas e especiais que são esmeradas e sabem dar valor - e são valorizadas -  ao que está sendo passado. Por isso mesmo, no ultimo mês, ganhamos mais um parceiro de treino que está contribuindo para que o nosso núcleo da Brazilian Wing Chun Academy possa crescer mais.

No dear reader, I'm not bragging! Even because there is this time of the championship I would not like to have a gym with a flow of people below the estimated to have a large group, within my own parameters just for vanity. However, our team currently consists of dedicated and dedicated people who are caring and know how to value - and are valued - what is being done. That's why, in the last month, we have won another training partner who is helping our Brazilian Wing Chun Academy core grow more.


(Nosso mais novo membro da Brazilian Wing Chun Academy - Núcleo Recife, D.r. João. Finalizando nosso treino regular)
(Our newest member of the Brazilian Wing Chun Academy - Núcleo Recife, Doc. João. Finalizing our regular training)

João trabalha como oficial de justiça, è pai de família e é muito dedicado aos treinos. Já treinou Shao Lin do norte na mais famosa escola de Recife ( onde coincidentemente eu também comecei nas artes marciais chinesas, quando adolescente nos idos dos anos 90) e hoje, procura praticar uma arte marcial com o único propósito e aprender a lutar, e entender a noção ( que alguns chamam de 'filosofia') por trás da lógica de um sistema marcial que possa lhe dar auto-confiança. Até o presente momento, vem mostrando assiduidade, respeito e empenho em aprender e praticar tudo o que tenho passado, demonstrando grande potencial!

João works as an 'officer of justice', is the father of a family and is very dedicated to training. I have trained Shao Lin from the north at Recife's most famous school (where I also started in the Chinese martial arts as a teenager in the 1990s) and today, he seeks to practice a martial art for the sole purpose of learning to fight and to understand the notion (which some call 'philosophy') behind the logic of a martial system that can give you self-confidence. Up to the present moment, it has been showing assiduity, respect and commitment in learning and practicing everything that I have passed, demonstrating great potential!




(Eduardo, o baixinho que quase arrancou minha cabeça na postagem passada, continua nos acompanhando incondicionalmente.) 
(Eduardo, the little one who almost ripped my head off in the past post, continues to follow us unconditionally.)

Como estamos iniciando esse novo trabalho em Olinda, ainda é muito cedo para afirmar que o João siga conosco da mesma maneira que Eduardo vem fazendo já ha mais de um ano. Mas os prognósticos para ele são muito bons!
Celebremos então mais um novo membro da Brazilian Wing Chun Academy núcleo Recife/Olinda!

As we are starting this new work in Olinda, it is still too early to say that João will follow us in the same way Eduardo has been doing for more than a year. But the prognosis for him is very good!
Then celebrate another new member of the Brazilian Wing Chun Academy core Recife / Olinda!



Dido
Discípulo privativo do SiFu Marcos de Abreu

Dido
Private disciple of SiFu Marcos de Abreu



sexta-feira, 6 de outubro de 2017

Blog do Dido recomenda; Moy Yat - Luk Dim Poon Kwan - Dido's blog recommends; Moy Yat - Luk Dim Poon Kwan

Este é um dos vários clássicos escritos pelo Grão Mestre Moy Yat e que discorre sobre esta arma que compõe um dos últimos níveis de treinamento do sistema Wing Chun. ''Luk Dim Poon Kwan'' o livro aborda desde a forma do bastão, sua história até como guardá-lo apropriadamente. È indispensável para  praticantes e amantes da arte do Wing Chun.
Recebi esse livro de presente de um querido SiDai e o li de uma vez. È uma leitura imprescindível e que é bem fácil, apesar de não haver tradução para português, tendo edições apenas em inglês.

This is one of several classics written by Grand Master Moy Yat and discussing this weapon that composes one of the last training levels of the Wing Chun system. '' Luk Dim Boon Kwan '' the book addresses from the shape of the staff, its history to how to properly guard it. It is indispensable for practitioners and lovers of Wing Chun art.
I received this book from a dear SiDai and read it at once. It is an essential reading and it is very easy, although there is no translation into Portuguese, with editions only in English.







Dido
Discípulo privativo do SiFu Marcos de Abreu

Dido
Private disciple of SiFu Marcos de Abreu

quinta-feira, 28 de setembro de 2017

'' O simulácro é ótimo pra fazer firula...'' ( will be translated )

Enquanto faço meu treinamento dos Fighting Drills do segundo nível do sistema Wing Chun ( Chum Kiu) em um treino extra na praça do hipódromo, num final de tarde de uma terça-feira nublada, observo chegar um grupo pequeno de pessoas, segurando bolsas e usando camisas estampadas com vários logos - provavelmente de academias e de campeonatos -  que num primeiro momento não consigo identificar devido a distância, o que me faz pensar o quanto a idade está chegando e que em outros tempos, eu conseguiria ler mesmo em condições adversas.

Anyway...Fico na minha e acostumado aos olhares de pessoas quando faço esses treinos abertos, sigo fazendo o meu treino.Ainda tenho que esperar meu irmão vir do trabalho para acertarmos uma negociação que decorreu lenta durante a semana e bem, quando ele chegar, vai me encontrar bem cansado. O treino tá seguindo bem, é o que importa...

De qualquer forma, ao mesmo tempo em que estou me movendo, vou filtrando a movimentação que ocorre em todo o arredor da praça. Desde que escapei de um incidente num restaurante com minha esposa há alguns meses atrás, aprendi a não ficar marcando touca e já se tornou hábito estar conversando com alguém e observando tudo ao de redor, não importa onde esteja. Não estou desconcentrado do que estou treinando, mas destarte alguns usuários de cannabis que passam o dia inteiro procastinando, a movimentação da academia da cidade e os transeuntes que vez por outra param pra tentar entender o que estamos treinando - afinal, que raios de movimentos esquisitos esses caras estão treinando? - os caras que estão chegando, rindo, falando alto, começam a se organizar para começar alguma atividade. 

- ''Deve ser algum Chute boxe de manopla da vida''....Penso quase sem tempo de usar Lan Gurk ( barrar com a perna) pra fechar o pesado chute circular que meu aluno Eduardo me manda bem na cabeça; Apesar de baixinho, ele aprendeu a chutar alto...e forte - '' Com mil diabos, esse nanico quase me acertou''...Mas não, não dessa vez parceiro!

Um dos caras fala mais alto que os demais. È o líder, obviamente. O cara joga uma das mochilas no chão gramado da praça e falando sobre o que me parece ser sobre aspectos de defesa pessoal, vai procurando seus objetos. Não dou tanta atenção a isso. Afinal, além de tudo o que aprendi com meu SiFu sobre o tema, não tenho tanto interesse e naquele momento, estávamos nos aprontando para fazer um boxe - no sentido de focar nas técnicas de mãos - eu deveria era ter cuidado com os golpes que vão vir em cima de mim nesse treino...

O cara tira da bolsa um simulacro de arma de fogo ( daqueles modelos de arma calibre ponto 40 de uso exclusivo da polícia) e dois simulacros de facas com ''lâminas'' de mais de 30 centímetros e continua o falatório em meio a risos. È uma turma entrosada pelo visto. 5 ou seis pessoas, mais ou menos, duas mulheres, uma acompanhada do provável filho adolescente,  julgo. Enquanto vou me virando com técnicas combinadas como Gip Sau/Siu Kwan Sau, vou usando meu footwork para ficar numa posição melhor onde eu possa dificultar o ângulo para meu partner - que continua me atacando - , quanto para observar melhor o que estão fazendo. Ainda tenho dois rounds pra fazer; - '' Oh céus...Deveria fazer ao menos mais dois extras...Merda, eu devo é focar mais atenção aqui! '' Penso.

Numa das pausas entre um round e outro, paro para observar o que os caras estão fazendo. Ninguém se incomoda na verdade de observar esses treinos abertos, contanto que se tenha uma certa distância e não atrapalhe. Vejo o professor sendo agarrado pelas costas por um dos caras que usa uma gravata com a mão esquerda para prender seu pescoço enquanto a mão direita repousa o simulacro de arma de fogo contra sua cabeça. O segundo atacante está de frente pra ele, segurando uma das facas com a mão direita, hesitando avançar. Enquanto isso, o defensor está dando ordens e explicando o que ele faria nesse tipo de situação, tentando explicar a psiquê comportamental dos agressores; Parece uma situação bem difícil para ele...

Quando o professor dá o sinal com um grito de ''Go!'', os atacantes avançam. Antes de qualquer coisa, ele consegue sair da posição em que está com um movimento bastante estravagante, prendendo o braço direito do primeiro agressor,que estava com a arma de fogo, enquanto o segundo, ainda hesitante, dá um passo para frente e dois para trás; Sim, o professor conta que seus movimentos ferozes contra o primeiro agressor possam impressionar o segundo cara e lhe dar tempo suficiente para se reposicionar. Mas antes disso, ele consegue tirar a arma da mão do opoente e fugir pelo seu flanco direito, posicionando a arma - agora em sua posse - posicionada de forma invertida. O cara com a faca avança e ai, com um grito de - ; ''Sai, sai, sai'' , ele simula quatro disparos. Dois em cada agressor. Segue a explicação do professor, em voz alta, claro...

- ''Acabou ai rapazes! Isso é o que vocês tem de fazer numa situação dessas. E tem de agir rápido! Se ficar pensando muito e não encaixar a chave como tem de ser, vocês vão morrer!'È preferível matar que morrer!'

- '' Mas que porra...Eles vão morrer antes disso...'' Penso comigo mesmo...Continuo tomando minha água e o intervalo do round tá quase acabando...

- ''A vida é diferente da competição senhores! Não há segunda chance na vida! Vejam...Ele pôs a arma na minha cabeça e eu fui negociando, tateando o tempo certo pra agir...até que ...boommm, agi e ja era!''

Observando tudo isso, não tenho como não me lembrar de meu Si-Hing Eduardo e da perda que tivemos em nossa escola há alguns anos atrás e do quanto isso bateu forte em SiFu e em todos nós. Eduardo que pelo que me consta e salvo o engano, chegou no mesmo dia em que fui pela primeira vez a Salvador e era um cara excelente! Adorava papear com ele quando podíamos. Bem, não vou esmiuçar tudo aqui outra vez porque seria por demais doloroso...Mas fico realmente down com isso.

 Fico mais impressionado ainda o quanto a fantasia, o non sense e todas essas bobagens estão inseridas no meio marcial e o quanto isto VENDE muito! Vou pros dois rounds extras e quando meu irmão chega, tento me virar contra uma combinação de Jab, finta, Jab, cruzado e direto que meu partner me manda na intenção de quebrar meu ritmo e pegar meu tempo no contra-pé. Oras, saio pelos flancos e solto um primeiro Pak Da mirando o soco nas costelas, para voltar com um over hand com minha mão traseira mirando o queixo. Meu oponente recua inclinando-se para trás. Sigo com um segundo Pak Da invertendo minha base e sigo para Soh Gurk de esquerda fechando um combo; Como meu partner recuou mais dois passos e voltou para a guarda, deu-me tempo para respirar e recomeçar o jogo.  Percebo alguns olhares de desdém de alguns dos caras do grupo do professor de defesa pessoal, provavelmente alunos com menos tempo de treino...Bem, qualquer coisa, temos um par de luvas extras bem aqui...

- ''Hey, saca ali os caras''. Digo para meu irmão de maneira bem discreta e volto para meu ultimo round. Não presto mais atenção nos caras ou no professor, mas observo que meu irmão observa o treino do pessoal com curiosidade. Ao terminar, vamos indo para casa conversando sobre o assunto dentro do carro. Enquanto meu irmão dirigia, menciono o quanto não acredito nesses métodos e menciono para ele os artigos de SiFu sobre a Falácia da Defesa Pessoal em seu blog ( http://brazilianwingchun.blogspot.com.br/2013/01/defesa-pessoal-falacia-da-pilantragem.html ) e um episódio relatado em seu facebook. Meu irmão foi segurança particular e trabalhou muito tempo armado, tendo experiencias em brigas de rua e stuações de conflito. Ele entrecorta a conversa e começa a me dizer;

- ''Dido, você não viu porque estava apanhando muito'' - diz ele fazendo piadas típicas de irmão mais novo - ''Mas o cara estava ensinando a atirar com uma ''.40 '' com o punho invertido e sem apoio. Nem me liguei nas merdas de movimentos que ele estava fazendo, que claramente é pura idiotice, mas até ele chegar onde chegou, se fosse na real, já estaria morto. Mas digamos que num caso hipotético, mesmo num mundo onde aquilo desse certo,  se ele atira dessa forma, o coice que a arma vai dar rasgaria a mão dele. Se fosse uma arma de um outro calibre mais pesado por exemplo, sem o devido apoio e posicionamento, daria de um corte profundo, até mesmo um deslocamento de braço...isso claro num caso extremo. E vem cá...Desde quando ele acha que um civil inexperiente vai conseguir atirar em alguém da forma como ele estava propondo? E desde quando civil tem a mesma frieza de um militar? Desde quando ele acha que pode fazer tudo isso e ainda dizer que irá escapar ileso? Esse cara deve ser maluco ou assitir muito filme...Simulacro é ótimo pra fazer firula, mas na real....não é tão bonito tomar um tiro na fuça...ainda mais de graça. ''

O problema não é nem isso. O fato é que tudo isso cai naquilo que tanto SiFu fala que é mais ou menos isso; - ''Se você tem de reagir á uma situação é porque todas as suas estratégias preventivas já falharam.''

Sigo para casa e meu irmão segue o caminho dele. Não deixo de notar a lâmina posicionada estratégicamente perto da  sua porta de motorista. Ele não faz menção nenhuma, mas percebeu que eu percebi. Ao nos desperdir,abraçamo-nos e ouço um; - ''Vou te dar uma de presente...''.

- ''Jóia!' Fico esperando. Semana que vem irei na casa de nossos pais, te vejo lá.'

Foi um bom final de dia, apesar de tudo...







Dido
Discípulo privativo do SiFu Marcos de Abreu

Dido
Private disciple of SiFu Marcos de Abreu

quarta-feira, 13 de setembro de 2017

Kung Fu fake exposed part 2 - Youtubers do Wing Chun; o que é que há velhinho? Youtubers of Wing Chun; What's up, man?

A internet veio pra ficar. Não há dúvidas sobre isso. Hoje em dia, é bem fácil achar informações, videos, tutoriais, memes, aulas teóricas, manter contato com pessoas distantes, baixar filmes, livros, séries...Tudo o que você quiser achar ( ou quase tudo), na internet você encontra. E uma das tendências que está em alta são os videos tutoriais do youtube.
Para algumas pessoas, essa tem sido a ferramenta ideal para mostrar seus trabalhos, ficar conhecido, tirar uma grana extra e coisas do tipo. Nesse ambiente de pesquisa, eu já vi de tudo; De análises de livros clássicos como ''A arte da Guerra'', quanto a ''aprenda a pilotar um avião de pequeno porte em duas ou três aulas'' (!!). Sim amigos, tem de tudo mesmo...
Mas um dos fenômenos mais ''esquisitos'' que tem surgido nesses ultimos tempos são os ''especialistas em artes marciais''. Claro...se já não era incomum termos tantos ''mestres'' de tudo espalhados por ai, imagine se no youtube não teríamos essa ''tendência''..Mas é claro que sim!! Lembro-me de meu amigo SiFu Juarez ( piadinha interna ''Grande homem'' haha) que ele em seu momento ''Mãe Diná'' preveu que; - ''Após os filmes de Ip Man, todos agora são mestres de Wing Chun''... E ele estava certo!

The internet is here to stay. There is no doubt about that. Nowadays, it is easy to find information, videos, tutorials, memes, theoretical classes, contact with distant people, download movies, books, series ... Everything you are looking for (or almost everything) on ​​the internet you're . And one of the trends that are on the rise are the youtube tutorial videos.For some people, this has been an ideal tool to showcase their work, get acquainted, take a new thing and things like that. In this research environment, I have seen everything; From reviews of classic books like '' The Art of War, '' to '' a small airplane in two or three classes '' (!!). Yes friends, you have everything ...But one of the '' weirder '' phenomena that has emerged in recent times is '' martial arts experts. '' Of course ... it is not uncommon to have so many masters of everything scattered around, imagine if youtube we would not have this tendency. But of course yes !! I remember my friend SiFu Juarez (inner joke '' Big man '' haha) that he in his time '' Mother Dina '' predicted that; - '' After the films of Ip Man, all are now masters of Wing Chun '' ... And he was right!

E eu digo...esquisito porque alguns desses ditos ''especialistas'' tem sido realmente motivo de discussões e debates calorosos em fóruns e comunidades. Nada demais, se não fosse o fato de que alguns claramente se colocam em posição de professorado daquilo que eles mesmos não entendem; Alguns fatores relevantes para que se perceba quem realmente está falando daquilo que sabe são facilmente distinguíveis e inclusive, já foram ditos aqui mesmo na série de postagens sobre ''Charlatões do Wing Chun'' ou coisa assim...Como não tenho muito tempo pra ficar acompanhando debates na internet, achei melhor fazer logo uma postagem pra que meu comentário possa ser o mais abrangedor possível. Não é um tratado, óbvio, mas vamos tentar entender melhor como isso tem se transformado num fenômeno crescente...

And I say ... weird because some of these so-called '' experts '' have really been the cause of heated discussions and debates in forums and communities. There is nothing much, if not for the fact that some clearly place themselves in the position of professorship of what they themselves do not understand; Some relevant factors so that you can see who is really speaking what you know are easily distinguishable and even have been said right here in the series of posts about '' Charlatans of Wing Chun '' or something ... Since I do not have much time to to follow up debates on the internet, I thought it best to make a post so that my comment could be as comprehensive as possible. It's not a treatise, of course, but let's try to better understand how this has become a growing phenomenon ...

Tipo de youtuber #1; Quando o cara entende do que fala
Type of youtuber # 1; When the guy understands what he's saying


Esse por incrível que pareça,isso tem sido a exceção e não a regra. Geralmente, o cara que treina, que tem uma escola ou que é praticante sério que segue uma linhagem ou que realmente treina, não se ocupa de todo apenas em postar fotos, videos, ou aparecer com uma roupa legal ou passa a maior parte do tempo nas redes sociais. È mais fácil você o encontrar treinando, ocupando seu tempo estudando a sua arte, ou nas raras vezes em que posta algo, fazer duas ou três divulgações no máximo. Por exemplo, aqui no blog; Não sei se notaram mas eu tenho demorado para soltar postagens; Isso porque esse blog, meu canal no youtube, ou minhas redes sociais NÃO SÃO A VIDA REAL. Eu prefiro ocupar meu tempo praticando, estudando, ou coisa do tipo. Escrevendo e fazendo videos não? Sim é bacana, mas as vezes...muito ás vezes...afinal, esse não é o foco de todo....Sendo assim, é preferível demorar um pouco mais e se concentrar no que realmente é importante, do que passar a semana procastinando treino e passar a maior parte do tempo discutindo em ambientes virtuais sobre algo que as pessoas não querem saber...Sim...as pessoas não estão nem ai pra sua opinião!

Incredibly, this has been the exception rather than the rule. Usually the guy who trains, who has a school or who is a serious practitioner who follows a lineage or who really trains, does not occupy himself at all just by posting photos, videos, or showing up in cool clothes or spending most of his time on the social networks. It is easier for you to find him training, spending his time studying his art, or in the rare times he posts something, make two or three disclosures at most. For example, here on the blog; I do not know if they noticed but I have been slow to drop posts; That's because this blog, my channel on youtube, or my social networks IS NOT THE REAL LIFE. I'd rather spend my time practicing, studying, or something. Writing and making videos, do not you? Yes it's cool, but sometimes ... very often ... after all, this is not the focus at all .... So it is preferable to take a little longer and focus on what is really important, what to spend the week procastinando training and spend most of the time discussing in virtual environments about something people do not want to know ... Yes ... people are not even there for your opinion!

Os verdadeiros especialistas no assunto ''artes marciais'' quando postam alguma coisa, geralmente não o fazem com estardalhaço, muito menos pretendem ''catequizar'' sua audiência; Muito pelo contrário...Eles estão ali para compartilhar um pouco de como suas escolas e metodologias funcionam e mostrar o seu trabalho, apenas isso. Você percebe a consistência daquilo que estão mostrando e mesmo assim, eles não tem a pretenção de gravar séries de video-aulas, ou de abrir discussões ou nada do tipo, simplesmente porque estão ocupados demais pra isso....

True "martial arts" subject matter experts, when they post something, usually do not fuss, much less intend to "catechize" their audience; Quite the contrary ... They are there to share a bit of how their schools and methodologies work and showcase their work, just that. You realize the consistency of what they are showing and yet they do not have the desire to record video-lesson series, or open discussions or anything, simply because they are too busy for it ....

Tipo de youtuber #2; Quando o cara não entende bulhufas do que está falando
Type of youtuber # 2; When the guy does not understand bullshit of what he is talking about

Esse é meu tipo favorito.... Geralmente é lingua solta, arrogante, metido, não treina, não tem boa coordenação, é nerd,não treina, acha que sabe de tudo, quando pesquisa material com outros mestres, não explica o que o mestre lhe explicou mas dá uma errada interpretação daquilo que (não ) entendeu e sequer cita fontes, não treina, passa a maior parte do tempo nas redes sociais, acha que pode falar de tudo e de todos, não treina, acha que pode ganhar muita grana com isso fingindo simpatia, tenta convencer á todo custo do quão certo está, ainda que seja publicamente corrigido, espalha informações sem embasamento ou equivocadas, não treina,  aparece com outros youtubers fingindo treino, preferem passar tempo discutindo em fóruns...Eu já disse que não treina??? Pois é, não treina...

This is my favorite type .... It is usually a loose language, arrogant, involved, does not train, does not have good coordination, is a nerd, does not train, thinks he knows everything, when researching material with other masters, does not explain what the master explained to him but gives a wrong interpretation of what he did not understand and even cites sources, does not train, spends most of his time on social networks, thinks he can talk about everything and everyone, does not train, thinks he can gain a lot money with pretending sympathy, tries to convince at all costs how right it is, even if it is publicly corrected, spreads information without background or misguided, does not train, appears with other youtubers pretending training, prefer to spend time arguing in forums ... I already Did not you train ??? Yeah, do not train ...

O cara que não entende batatas de arte marcial e que mesmo assim, posta sobre o assunto, faz videos, comentários sobre lutas e estilos ou se coloca na posição de ensinar ao público leigo o que é e o que não é determinado estilo ou sistema de combate é exatamente aquele cara do aforismo;

-  ''Aquele que diz que sabe, não sabe nada'' 

The guy who does not understand potatoes of martial art and who, even so, puts on the subject, makes videos, comments on struggles and styles or puts himself in the position to teach the lay public what is and what is not a particular style or system of combat is exactly that face of aphorism;


- '' He who says he knows, knows nothing ''


Também já vi de tudo nesse meio; Do pesquisador meia boca , do nerd que tenta ser Bruce Lee a todo custo, até o cara que claramente se diz Mestre e que vai te ensinar a dar porrada em quem olhar torto pra você...Ai eu te pergunto; Como saber separar o joio do trigo?
Um aluno meu, faixa preta em Aikido uma vez me disse; - ''Ah, mas os videos do ''fulano de tal''* treinando ''sicrano do gueto''* e o video do ''vendedor de banana x''* falando sobre o estilo jaspion* são bons...eles sabem mesmo não é?''

I have also seen everything in between; From the researcher half-mouth, from the nerd who tries to be Bruce Lee at all costs, to the guy who clearly says Master and who will teach you to beat those who look crooked at you ... Oh I ask you; How to separate the wheat from the chaff?

A student of mine, black belt in Aikido once told me; - '' Ah, but the videos of '' so-and-so '' * training * * * * * * * * * * * * and banana seller x * * talking about jaspion style * are good ... they really do not know? ''


Apesar de eu ter dado uma resposta bem grosseira, dizendo algo como ''Pare de ver essas merdas e vá treinar...'' A ideia que eles vendem fazem com que o público leigo realmente acredite que eles são experientes, que são especialistas e que são capazes de fazer na prática as mirabolantes técnicas que apresentam na teoria. O que eu não respondi foi que é fácil e bem simples descobrir se algum desses caras são realmente aquilo que eles dizem ser bastando observar alguns pontos;

Although I have given a very rough answer, saying something like '' Stop seeing these shit and go train ... '' The idea that they sell makes the lay public really believe they are experienced, that they are experts and who are able to do in practice the miraculous techniques they present in theory. What I did not answer was that it is easy and very simple to find out if any of these guys are really what they say to be merely observing a few points;

A) Pessoas em geral tem a tendencia de procurarem gurus, mentores, guias e mestres e o cara que se coloca numa posição de ( falsa) superioridade em termos de conhecimento marcial sabe disso!Por mais que na prática, ele não entenda nada de arte marcial, ou conheça superficialmente, ele vai compensar isso fazendo videos super bem produzidos, com som e imagens espetaculares e alta qualidade e se colocará deliberadamente como Mestre, Guru, Sensei, ou o ilumidado qualquer. No entanto, sua movimentação parecerá movimentos como os dos piores filmes do Steven Seagel ( nada contra, mas também nada a favor do Steven tá...) ou mais pra baixo...

A) People generally have a tendency to seek out gurus, mentors, guides and masters, and the guy who puts himself in a position of (false) superiority in terms of martial knowledge knows this! As much as in practice he does not understand anything about art martial, or know superficially, it will compensate for this by making super well-produced videos with spectacular, high-quality sound and images and will deliberately be placed as Master, Guru, Sensei, or whatever. However, his movement will seem like movements of the worst films of Steven Seagel (nothing against, but also nothing in favor of Steven ...) or further down ...

B) Ele nunca irá dar o braço á torcer; Oras, ele é o mestre e nunca, em hipótese nenhuma, estará errado. A ideia é simples; Coloque-o num ringue e vamos ver se ele luta de fato, como diz que luta...Na mairia das vezes em resposta, vem aquele discurso batido; - ''Eu faço arte marcial, não sou um animal.'' ou  ''Não preciso provar nada a ninguém.'' ou ainda '' Minha arte marcial não é pra ringue'' e coisas do tipo..

B) He will never bend his arm; Oras, he is the master and never, under any circumstances, will be wrong. The idea is simple; Put him in a ring and we'll see if he really fights, as he says he fights ... In the mage of times in response, comes that speech beaten; "I do martial art, I'm not an animal." Or "I do not need to prove anything to anyone." Or, "My martial art is not for the ring" and stuff like that.

C)Mais números e menos socos; Isso resume tudo; Mais views, mais números, mais curtidas e menos treino, menos lutas de fato e menos arranhões na cara...

C) More numbers and fewer punches; That sums it all up; More views, more numbers, more tanned and less training, less fights in fact and less scratches in the face ...

O fato é que esse assunto cai mais uma vez na mesma ideia do que falamos á respeito sobre Charlatanismo no Wing Chun ( http://blogdodido-dido.blogspot.com.br/2016/06/charlatanismo-no-wing-chun-mespones-e.html) e ( http://blogdodido-dido.blogspot.com.br/2016/05/charlatanismo-no-wing-chun-como.html ) . Só que guardadas as devidas proporções... Ao público, vale ter mais atenção, julgar os fatos levando em conta tanto o senso comum ( que muitas vezes vai de encontro com aquilo que é de preferência pessoal, outras vezes não) e ter o máximo de informações de várias fontes e não apenas ouvir um lado.

The fact is that this subject falls once again in the same idea of what we talk about Charlatanismo in the Wing Chun (http://blogdodido-dido.blogspot.com.br/2016/06/charlatanismo-no-wing-chun- mespones-e.html) and (http://blogdodido-dido.blogspot.com.br/2016/05/charlatanismo-no-wing-chun-como.html). It is worth keeping more attention, judging the facts by taking into account both common sense (which often goes against what is preferably personal, sometimes not) and have the maximum information from multiple sources and not just listen to one side.

Também não levem tão a sério o que descrevo aqui. A verdade não está nem em um extremo, nem em outro...talvez pelo meio do caminho...TALVEZ...Use seu senso e julgue por sí mesmo...

Also, do not take what I describe here so seriously. The truth is not in one extreme, nor in another ... maybe in the middle of the road ... MAYBE ... Use your sense and judge for yourself ...







Dido
Discípulo privativo do SiFu Marcos de Abreu

Dido
Private disciple of SiFu Marcos de Abreu

quinta-feira, 17 de agosto de 2017

Yee jii Kim Yeung Mah; Pra que serve?? Yee jii Kim Yeung Mah; What is it for?

Um dos principais princípios á serem aprendidos logo no primeiro momento de prática do sistema Wing Chun é aprender a como desenvolver uma boa base. Uma boa base de sustentação é imprescindível para desenvolvermos uma movimentação efetiva e que possibilite utilizarmos os desdobramentos técnicos que veremos mais á frente, como o passar do tempo de prática.
Wing Chun é como construir uma casa; Ninguém consegue construir uma casa começando do teto! È preciso estabelecer uma boa base para poder levantar paredes e da mesma maneira, para lutar com eficácia, é necessário construir uma boa base.

Mas uma das bases mais subestimadas dentro do próprio sistema Wing Chun é a sua base principal; Yee Jee Kim Yeung Mah.

One of the key principles to be learned as early as the first moment of practicing the Wing Chun system is to learn how to develop a good foundation. A good base of support is essential to develop an effective movement and that allows us to use the technical developments that we will see later, such as the passing of practice time.
Wing Chun is like building a house; No one can build a house starting from the ceiling! It is necessary to establish a good base to be able to lift walls and in the same way, to fight effectively, it is necessary to build a good base.

But one of the most underrated bases within the Wing Chun system itself is its main base; Yee Jee Kim Yeung Mah.


Essa é, em muitas escolas, a primeira coisa a ser ensinada ao aluno iniciante, muito embora, seja ensinada de maneira muito superficial. Devido a vários fatores, essa base é muito pouco explicada ao praticante novato e acredite, alguns poucos professores conhecem de fato o pra quê e o porquê de se assumir uma posição tão exótica. Nesta matéria, tentaremos dar um ''whole picture'', uma visão geral a respeito deste princípio técnico e você que já pratica a arte com algum SiFu, poderá complementar com maiores detalhes.


Yee Jee Kim Yeung Mah já foi assunto aqui no blog há alguns anos e você poderá dar uma conferida neste link; http://blogdodido-dido.blogspot.com.br/2011/07/yee-ji-kim-yeung-mah-o-alicerce-do-ving.html
Mas como poderemos executá-la e utilizá-la de maneira apropriada? Como poderemos desenvolver uma boa movimentação através de uma base supostamente ''parada''? È isso o que veremos adiante...

This is, in many schools, the first thing to be taught to the beginning student, even though it is taught in a very superficial way. Due to several factors, this base is very little explained to the beginner practitioner and believe me, a few professors really know what for what and why to assume such an exotic position. In this matter, we will try to give a "whole picture", an overview on this technical principle and you who already practice the art with some SiFu, can complement in more detail.


Yee Jii Kim Yeung Mah has been a subject on the blog for some years now and you can check out this link; Http://blogdodido-dido.blogspot.com.br/2011/07/yee-ji-kim-yeung-mah-o-alicerce-do-ving.html
But how can we execute and use it properly? How can we develop good movement through a supposedly '' stalled '' base? This is what we will see ...


Resultado de imagem para yee jee kim yeung ma

Yee Jee Kim Yeung Mah; Qual é a ideia por trás desa base?

A ideia por trás do Yee Jee Kim Yeung Mah nos remete á época em que os ancestrais do sistema viajavam nos botes vermelhos de ópera chinesa; Quando estes precisavam usar seus movimentos marciais, notaram que precisavam estabilizar seu peso de maneira adequada ao balançar da embarcação. Isso explica o porque de quando fazemos o procedimento para assumir-mos a postura de yee jii kim yeung mah, ao jogar o peso um pouco para frente, os dedos dos pés se contraem ''amarrando'' o pe no chão. Isto com o intúito de criar o máximo de estabilidade e o máximo de enraizamento.
Os principais pontos á serem considerados para uma boa execução dessa postura fundamental são;

1 - Você deve, nesta postura, utilizar os joelhos como amortecedores e fazer com que seu peso siga para baixo e levemente ( !)  para frente. Isto para criar - mais uma vez - estabilidade. A ideia é permanecer esquadrinhado e equilibrado, no entanto firme e ao mesmo tempo, numa postura onde você poderá desenvolver para outras posturas; È á partir de Yee jee Kim Yeung Mah, que todas as outras bases do sistema Wing Chun se desenvolvem.

Yee Jii Kim Yeung Mah; What is the idea behind the base?

The idea behind Yee Ji Kim Yeung Mah refers back to the time when the ancestors of the system traveled in the red boats of Chinese opera; When they needed to use their martial movements, they noticed that they needed to stabilize their weight appropriately as the boat swayed. This explains why when we do the procedure to assume the posture of yee jii kim yeung mah, as we play the weight a little forward, our toes contract '' tying '' the foot to the ground. This in order to create maximum stability and maximum rooting.
The main points to be considered for a good execution of this fundamental posture are;

1 - You should, in this posture, use your knees as buffers and cause your weight to go down and slightly (!) Forward. This to create - once again - stability. The idea is to remain scrutinized and balanced, yet firm and at the same time, in a posture where you can develop into other positions; It is from Yee ji Kim Yeung Mah that all other bases of the Wing Chun system are developed.

2- Mantenha sua região coxo-femoral com firme musculatura, de forma que você sinta a pressão e a contração muscular, mandando seu peso para baixo, de maneira perpendicular ao solo e com pressão, como se segurasse uma bola imaginária entre as coxas,mas, sem forçar os joelhos demais para dentro. Faça um leve movimento de deflexão da pélvis, colocando-a levemente para frente, de forma a fazer com que o peso corporal possa se estabilizar. Em alguns tratados chineses, essa postura facilita a circulação do Ch'i no Tan Tien, ou seja, o ponto gravitacional. Em termos práticos, significa apenas um movimento que visa ''assentar'' o peso do corpo. Neste ponto, seus glúteos devem estar contraídos e firmes, como se você estivese realmente sentado em alguma superfície. Alguns instrutores creditam essa postura á ideia de ''sentar no carneiro'', já que a nomenclatura faz menção ao animal. Na postagem anterior, mencionamos isso...

2- Maintain your limp-femoral region with firm musculature, so that you feel the pressure and the muscular contraction, sending your weight down, perpendicular to the ground and with pressure, as if securing an imaginary ball between the thighs, but , Without forcing the knees too far inward. Make a slight deflection of the pelvis, putting it slightly forward, so that the body weight can stabilize. In some Chinese treatises, this posture facilitates the circulation of Ch'i in Tan Tien, that is, the gravitational point. In practical terms, it means only a movement that aims to "set" the weight of the body. At this point, your glutes should be tight and tight, as if you were actually sitting on some surface. Some instructors credit this position with the idea of "sitting on the ram", since the nomenclature mentions the animal. In the previous post, we mentioned this ...

(Si Jo Ip Man em Yee Jii Kim Yeung Mah - Jong Sau)
(Si Jo Ip Man in Yee Jii Kim Yeung Mah - Jong Sau)

3- Voltando a ideia de enraizamento; Essa é uma ideia bem simples e não tem nada a ver com a idéia de que você possa ficar no mesmo lugar, mesmo com 20 pessoas tentando lhe empurrar. Isso é showbussines!  Enraízamento, neste caso, é buscar estabilidade. Usando um exemplo bem besta; Imagine um pedaço de madeira fincado na terra. Quando você o empurra, ele fica dificil de ser movido; Mas mesmo que você consiga quebrar essa madeira, a parte que ficou dentro da terra permanece. Consegue visualizar isso?

3 - Returning to the idea of rooting; This is a very simple idea and has nothing to do with the idea that you can stay in the same place even with 20 people trying to push you. That's showbussines! Rooting, in this case, is seeking stability. Using a very stupid example; Imagine a piece of wood stuck in the dirt. When you push it, it gets hard to move; But even if you can break this wood, the part that remained inside the earth remains. Can you visualize that?

4 - Sau Kuen e Jong Sau são posturas de mãos e de guarda, respectivamente, que são complementares ao Yee Jii Kim Yeung Mah, que estará ali para dar a sustentação necessária aos movimentos que se seguem á partir deles. portanto mantenha seus ombros relaxados e em quando estiver em Sau Kuen, erga ao máximo suas mãos. Mantenha seu cotovelo o mais alto e mais para trás sem afetar os ombros, já que seu peso estará apoiado de forma esquadrinhada na postura de base, você poderá concentrar em executar essas posturas de mão de maneira mais fácil. Daí vem o aforismo que diz que - ''Um bom movimento de mãos sem uma boa base é ínútil. Uma boa base sem movimentação de mãos também é inútil.''

4 - Sau Kuen and Jong Sau are positions of hands and guard, respectively, which are complementary to Yee Jii Kim Yeung Mah, who will be there to give the necessary support to the movements that follow their torment. So keep your shoulders relaxed and when you are in Sau Kuen, lift your hands to the maximum. Keep your elbow higher and farther back without affecting the shoulders, since your weight will be squarely supported in the base posture, you can focus on performing these hand positions more easily. Hence comes the aphorism that says - "A good hand movement without a good base is inexhaustible. A good base without handshaking is also useless. ''

5 - Mantenha sempre a triangulação. Tudo no Wing Chun é executado em cunhas triangulares e em movimentos estruturalmente triangulares. Os pés em Yee Jee Kim Yeung Mah formam, um triangulo imaginário no chão. Isto vem tanto de influências ancestrais, no sentido da tradição oral do sistema, quanto de sentido prático; A ideia é á partir das cunhas triangulares, cobrir a linha de centro, além de permitir giros de base sem perder a triangulação. Por isso,  não deixe seus pés irem deslizando aos poucos e lentamente; De preferência, treine essa base descalço, para poder sentir melhor seu peso, sua energia indo em direção ao solo.

5 - Always maintain triangulation. Everything in Wing Chun runs on triangular wedges and structurally triangular movements. The feet in Yee Jee Kim Yeung Mah form, an imaginary triangle on the floor. This comes as much from ancestral influences, in the sense of the oral tradition of the system, as of practical sense; The idea is to start from the triangular wedges, to cover the center line, besides allowing basic turns without losing the triangulation. So do not let your feet slip slowly and slowly; Preferably, train this barefoot base so you can feel your weight better, your energy going toward the ground.

6 - Não pule ao executar a abertura da base. Metade dos caras que praticam Wing Cun tem por costume de quando fazem a primeira abertura e seguem para a segunda abertura, invertendo os calcanhares, levantam-nos e acabam dando pulos para poder realizar a postura de pés. O ideal é não tirar nenhuma parte dos pés do chão em nenhum momento.

6 - Do not jump when executing the opening of the base. Half of the guys practicing Wing Cun have a custom of when they make the first opening and move on to the second opening, reversing their heels, lifting them up and ending up jumping in order to perform the feet posture. Ideally, do not take any part of your feet off the floor in no time.

7 - Baixe sua base ao máximo e nunca, em hipótese nenhuma, estique os joelhos. Novatos em especial tem a tendência de ''descansar'', saindo dessa postura e esticando os joelhos. Tente passar a maior parte do tempo nessa postura; - Lembro-me de que quando fui a primeira vez á salvador numa viagem de 3 dias em que aprendi o Siu Lin Tau, enquanto SiFu explicava conceitos e princípios, eu simplesmente ficava em Yee Jee Kim Yeung Mah. Tanto que ganhei uma cicatriz no calcanhar direito devido a fricção que sapato estilo 'futsal' fez. Portanto; Não saia dessa base!

7 - Lower your base to the maximum and never, under no circumstances, stretch your knees. Newbies especially have a tendency to 'rest', coming out of this posture and stretching their knees. Try to spend most of your time in this posture; "I remember when I first went to the savior on a three-day trip in which I learned the Siu Lin Tau, while SiFu explained concepts and principles, I simply stayed in Yee Jee Kim Yeung Mah. So much so that I got a scar on the heel Right due to friction that 'futsal' style shoe did. Therefore; Do not leave that base!

Pra quê serve essa base no fim das contas?

Por se tratar de uma base em que estamos totalmente de frente, esta postura acaba se tornando uma base ''neutra''. Com isso quero dizer que uma vez em que você coloca um dos lados do corpo á frente, direito ou esquerdo,  você já define uma configuração; Qual lado está mais próximo do seu alvo e qual lado estará mais distante; Em Yee Jii Kim Yeung Mah, você não define. No entanto, você tem a capacidade de alcance usando ambas as mãos e pés. Ainda assim, Yee Jii Kim Yeung Mah é uma base fundamental que visa treinar conceitos e não serve necessariamente para lutar. Muito embora, uma postura neutra traga algumas vantagens estratégicas, essa portura de base tem muito mais a ver com a idéia de criar uma boa estrutura para desenvolver bons básicos. Boa parte dos exercícios á serem trabalhados e  treinados no sistema, podem ser praticados nesta postura, ou a partir dessa postura.

Toy Mah ( empurrar a base), Hau Mah ( base atrás), Joh Mah ( cavar a base), dentre tantas outras posturas de base, advêm de Yee Jii Kim Yeung Mah.

What is the basis for this in the end?

Because it is a basis on which we are totally at the front, this stance becomes a "neutral" basis. By this I mean that once you put one side of the body forward, right or left, you already define a setting; Which side is closest to your target and which side is more distant; In Yee Jii Kim Yeung Mah, you do not define. However, you have the ability to reach using both hands and feet. Still, Yee Jii Kim Yeung Mah is a fundamental basis that aims to train concepts and does not necessarily serve to fight. Although a neutral stance brings some strategic advantages, this basic stance has much more to do with the idea of ​​creating a good framework for developing good basics. Many of the exercises to be worked and trained in the system can be practiced in this posture, or from this posture.

Toy Mah (pushing base), Hau Mah (base behind), Joh Mah (digging the base), among many other basic postures, come from Yee Jii Kim Yeung Mah.



Resultado de imagem para dido wing chun

( Durante os fighting drills, eu executo Yee jii Kim Yeung Mah em Jong Sau, de maneira mais relaxada)
(During the fighting drills, I perform Yee jii Kim Yeung Mah in Jong Sau, more relaxed)

Wing Chun FAQ - Perguntas frequentes;
Wing Chun FAQ - Frequently Asked Questions;

O quão distante os pés ficam um do outro?


Um grande mal-entendido referente á esta postura diz respeito a largura dos pés. Alguns professores estabelecem que executar apenas uma vez a abertura da base, já é o suficiente. Mas a realidade é que, isso depende de fatores muito particulares. Wing Chun é adaptável ao corpo de quem está praticando; Sendo assim, se um praticante tem ombros largos por exemplo, este poderá reajustar a abertura da base para que os pés fiquem apenas um pouco mais fora da linha lateral dos ombros. Se um praticante tem pés curtos demais, o bom é que ele possa achar uma maneira de procurar posicioná-los da melhor forma.

How far apart are the feet from each other?


A great misunderstanding concerning this posture concerns the width of the feet. Some teachers state that performing only once the opening of the base, is enough. But the reality is, this depends on very particular factors. Wing Chun is adaptable to the body of the practitioner; Thus, if a practitioner has wide shoulders for example, he may readjust the opening of the base so that the feet are just slightly off the shoulder's line to the side. If a practitioner has too short feet, the good thing is that he can find a way to seek to position them in the best way.

- Com devo posicionar minha coluna?

De maneira natural. Nunca tensionando para baixo, encurvando a coluna ou qualquer coisa do tipo. Permaneça com a coluna relaxada. O que você deverá sentir é a pressão do seu peso indo para o chão e a pressão dos seus pés resistindo contra. Isso fará com que você possa sentir seus braços mais livres para realizar posturas e movimentações técnicas sem a preocupação de estar prestando atenção todo o tempo na base.

- How should I position my column?

In a natural way. Never tensing down, bending the spine or anything of the sort. Stay with your spine relaxed. What you should feel is the pressure of your weight going to the floor and the pressure of your feet resisting against. This will allow you to feel your arms freer to perform postures and technical moves without the worry of paying attention all the time at the base.

- Porque a maioria dos praticantes de wing chun parecem estar com a cabeça erguida quando entram nessa base?

Isso porque a ideia de ter a coluna em linha reta e o quadril levemente para frente, faz com que muitos praticantes ergam o queixo. Essa ideia está bem equivocada....
Você deve estar sempre encarando seu oponente, imaginário ou não. Levantar a cabeça erguendo o queixo demais você estará chamando o oponente a acertá-lo! Encare seu oponente de maneira natural. O quadril levemente colocado á frente tem por finalidade facilitar com que o peso corporal possa ir na direção apropriada, mais uma vez- buscando estabilidade. Não exagere ao colocar sua pélvis flectida para frente ou do contrário sua coluna ficara muito erguida e sua cabeça estará apontada para cima. Apenas relaxe e faça.

- Why do most wing chun practitioners seem to be holding their heads up when they enter this base?

This is because the idea of having the spine straight and the hip slightly forward, causes many practitioners to lift their chin. This idea is quite wrong ....
You should always be facing your opponent, imaginary or not. Raise your head by lifting your chin too much you will be calling the opponent to hit him! Face your opponent naturally. The hip slightly placed at the front is intended to facilitate the body weight can go in the proper direction, once again - seeking stability. Do not overdo it by placing your bent pelvis forward or else your spine will stand up high and your head will be pointed up. Just relax and do it.

- È normal sentir dores nos joelhos nessa base?

A idéia é usar os joelhos para suportar o próprio peso e deixar o resto do corpo livre para ações diversas. Mas tudo deve ser feito buscando a facilidade. Se em qualquer atividade física você se sentir desconfortável, pare no mesmo instante! Algumas coisas no Wing Chun dependem basicamente de alinhamento ósseo e uma vez que você não consiga executar determinados movimentos, deve buscar uma maneira para que esse movimento possa ser executado levando em conta a estrutura do seu corpo.

Por enquanto é isso pessoal. Se você tem mais dúvidas sobre esse assunto, mande sua pergunte ou pergunte ao seu SiFu á respeito.

Um abraço.

- Is it normal to have knee pains on this base?

The idea is to use the knees to support one's own weight and leave the rest of the body free for various actions. But everything should be done by seeking ease. If in any physical activity you feel uncomfortable, stop at once! Some things in Wing Chun basically depend on bone alignment and once you can not perform certain movements, you should look for a way that this movement can be performed taking into account the structure of your body.

For now this is personal. If you have more questions on this subject, send your question or ask your SiFu about it.

A hug.





    













Dido
Discípulo particular do SiFu Marcos de Abreu em Recife-PE-Brasil


Dido
Private disciple of SiFu Marcos de Abreu in Recife-PE-Brazil